O presidente Jair Bolsonaro demitiu nesta segunda-feira o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, e indicou  Abraham Weintraub ao cargo. O anúncio foi feito pelo Twitter. Fora da agenda, Bolsonaro se reuniu com Vélez na manhã de hoje no Palácio do Planalto.

Escolhido para chefiar o Ministério da Educação, o economista e militante de direita Abranham Weintraub já defendeu combater o “marxismo cultural nas universidades.”

De acordo com uma fonte do Palácio do Planalto,  foi justamente o perfil ideológico do ex-secretário-Executivo da Casa Civil que fez com que o presidente Jair Bolsonaro o confirmasse para o cargo.