O governador do estado, Rui Costa (PT), voltou a criticar o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e disse que o PT se distanciou do povo, o que pode ter contribuído para a vitória da “antipolítica”.

“Não tenho dúvida disso [que o PT se afastou da população]. Mas veja: assim como toda instituição, o PT é composto de gente. E as pessoas têm comportamentos diferentes. Então, em muitos lugares, ou nacionalmente, a gente se distanciou. Tanto se distanciou que perdeu a eleição”, disse em entrevista ao jornal Valor Econômico.

MEA CULPA?

“O povo votou contra os políticos que representavam a política tradicional, contra esse modelo de alianças do toma-lá-dá-cá. Foi esse o recado. Quem por interesse político-partidário quiser fazer a leitura de que foi antipetismo, que faça. O Ciro [Gomes] bateu no PT, o [Geraldo] Alckmin bateu forte no PT a campanha inteira. Se alguém queria votar contra o PT, votaria no Alckmin, governador de São Paulo, com experiência de gestão”, ressaltou.