novembro 2018
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Acesse o Sudoeste Hoje via Mobile em qualquer lugar!
  • João Paulo Machado: Excelente profissional,contribuiu muito para a advocacia na nossa região
  • Anonymous: Meus pêsames a todos familiares. Que Deus comete a todos.
  • ROBERT: SR DAVI MEU PROFESSOR As autoidades de transito dessa cidade vao ter que fazer algo naquele trevo ta muito...
  • Luís Carlos Gama: Já foi encontrada em Ilhéus. BA.
  • EVANICE c deus: Muinto bom pra o pova da região
  • revoltada: Tambem quero o email ou um contato de Sergio Moro, pra fazer uma denuncia da Justiça e da Educação na...
  • Não te interessa: Alguem sabe como posso acionar a policia federal e mandar uma mensagem pra Sergio Moro?
  • Fernando: Enquanto tem vereadores que trabalha outros vereadores atrapalha a cidade e a população.As sessões na...
  • Não te interessa: Só queria saber por que e tão dificil regularizar a situação de um imóvel nesta cidade. Será que tá...
  • Irene santos: Estou ansiosa pela chegada das casas Bahia no sul do Oeste Itapetinga éramos de santo Andre são Paulo...
  • Stephanie: Preciso trabalha sou mãe e infelizmente o pai da minha BB faleceu então é so eu é ela
  • nilza Maria Ferraz: não colocou o nome de tio Neuma e tio Nerivaldo e tio Nelson obrigada
  • Anonymous: Lamento,meus sinceros sentimentos pela triste perda. A saudade estará sempre presente!
  • Ione Almeida: Meus sentimentos a toda família.
  • CHURRASCO COM CARNE DE PAPELÃO: Que saudade do tempo dos esquerdistas quando enganavam a gente misturando papelão à...
leitores online


TCM REJEITA CONTAS DO PREFEITO DE ITARANTIM

Na sessão desta quinta-feira (22/11), o Tribunal de Contas dos Municípios rejeitou as contas da Prefeitura de Itarantim, da responsabilidade de Paulo Silva Vieira, referentes ao exercício de 2017. O prefeito deixou de encaminhar para análise processos de dispensa de licitação, no montante de R$1.463.150,00, o que impediu o TCM de verificar a legalidade das contratações. Apesar de notificado, o prefeito não apresentou qualquer justificativa, razão pela qual manteve-se a irregularidade que comprometeu o mérito dessas contas.

O relator do parecer, conselheiro José Alfredo Rocha Dias, aplicou multa de R$10 mil pelas irregularidades apuradas durante a análise das contas. Como o gestor também não reduziu a despesa com pessoal – que alcançou 69,15% da receita corrente líquida do município –, ele foi punido com multa de R$23.040,00, que corresponde a 12% dos seus subsídios anuais. Os conselheiros Raimundo Moreira e Antônio Emanuel de Souza votaram pela aplicação de multa equivalente a 30%, mas foram vencidos pelos demais votos.

A relatoria ainda determinou o ressarcimento aos cofres municipais da quantia de R$152.631,19, com recursos pessoais, referente a ausência de comprovantes de pagamentos (R$102.081,19), processos de pagamento não encaminhados ao TCM (R$40.550,00) e realização de pagamento sem documentos (R$10.000,00).

O município de Itarantim apresentou uma receita arrecadada de R$35.873.134,47, enquanto as despesas alcançaram R$39.072.828,57, o que revela um déficit orçamentário de R$3.199.694,10. Além disso, o saldo em caixa não foi suficiente para cobrir as despesas com restos a pagar, indicando a existência de desequilíbrio nas contas públicas. O prefeito deve promover a correção da irregularidade como forma de evitar no futuro a rejeição das contas, em razão do descumprimento do artigo 42 da LRF.

O gasto total com pessoal chegou R$24.603.810,49, que equivale a 69,15% da RCL do município, superando, assim, o limite máximo de 54% estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal. O conselheiro relator José Alfredo Dias ressaltou que, apesar desta ser a primeira prestação de contas do mandato, o índice de pessoal se manteve sempre acima do percentual deixado pela gestão anterior, somente havendo uma tímida redução com a aplicação dos critérios da Instrução nº 03/2018.

Sobre as obrigações constitucionais e legais, o prefeito cumpriu todos os percentuais de investimento. Ele aplicou 28,75% da receita resultante de impostos e de transferências na manutenção e desenvolvimento do ensino no município, quando o mínimo é 25%, e aplicou nas ações e serviços públicos de saúde 15,50% dos recursos específicos para este fim, superando o mínimo exigido de 15%. Também foram investidos 72,81% dos recursos do FUNDEB no pagamento dos profissionais do magistério. Cabe recurso da decisão.

1 resposta para “TCM REJEITA CONTAS DO PREFEITO DE ITARANTIM”

  • Envergonhado says:

    Meu caro David Ferraz e leitores do Sudoeste Hoje, boa tarde!

    Ao ler este tipo de matéria sobre a aplicação de multas e devolução de dinheiro ao cofres do município ou a qualquer órgão me faz refletir na maneira como as penas ao gestores públicos são aplicadas. De onde vocês acham que vai sair o dinheiro que o edil terá que recolher? Dos vencimentos salariais dele, chamado de subsídios? Ou ele terá e vai cometer outro crime, chamado de corrupção para contratar empresa fantasma ou contratação com superfaturamento ou de material não entregue para levantar o dinheiro e pagar com os recursos desviados da própria prefeitura? Será que neste País carregado de corrupção alguém ainda acredita que um “criminoso” começa a agir legalmente para “pagar” seu crimes? Só paciência… “É uma vergonha”, como diz o jornalista Joelmir Beting

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia