O Ministério Público da Bahia (MP-BA) entrou com nove ações civis contra as redes de supermercado Bompreço, GBarbosa, Extra, Perini, Hiperideal, Atacadão, Atakarejo, Masani e Rmix por comercializarem hortifrútis com resíduos de agrotóxicos proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

As redes foram acionadas pelo promotor de Justiça do Consumidor, Olimpio Campinho. Segundo ele, os produtos comercializados estão “nitidamente com vícios de qualidade” e “puseram os consumidores em perigo”.

As ações foram ajuizadas no período de um mês, sendo uma em setembro e as demais em outubro. Três delas foram protocoladas na última semana.

De acordo com as ações, os resíduos proibidos – ou com quantidade acima do permitido – foram encontrados em cebolas, pimentões, uvas, goiabas, morangos, abacaxis, cenouras, abobrinhas, alface, batatas e fubá de milho.