Acesse o Sudoeste Hoje via Mobile em qualquer lugar!
  • Paulo: Fernando, escutando e assistindo a sessão da câmara pude ver o quanto cinismo , a verdadeira face são...
  • Anonimo: em 2012 a culpa das demissões era do prefeito José Carlos e agora e de quem?
  • Fernando: Lamentável , preocupante , triste porém muito mais ainda por saber que temos vereadores que poderiam ajudar...
  • Jorlane: Sou uma eis funcionária isso e uma vergonha p os governantes será que eles não pense nos país de família q...
  • Anonymous: Tem que vir um atacadão pra essa CIDADE, aqui tudo está caro e quando tem é claro!!
  • anonimo: A população de Vitória da Conquista sabia que Herzem Gusmão seria um péssimo administrador. Lembro muito bem...
  • Anonymous: Isso foi um crime contra o patrimônio que deveria ser restaurado. Segundo falam as madeiras de lei...
  • Ana: Virou moda atribuir ao PT toda e qualquer incompetência ou erro das atuais administrações!
  • Anonymous: Nada haver com o tema.
  • CANDIDATO RÉU: ATÉ AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES ESSE VAI FAZER CAMPANHA ELEITORAL ATRÁS DAS GRADES.
  • O Indagador: Herzem já está no 3º ano de gestão em Vitória da Conquista, com pouca popularidade e altíssima...
  • Anonymous: *A culpa é de Herzem! Vereadores atribuem caos do transporte público à irresponsabilidade do prefeito*...
  • Jaílson marcos: Estamos esperando pra ver quando as ruas de baixo do são Francisco vai ser calcadas.
  • Carlos: Atitude sensata em um país tão injusto com os seus necessitados. Enquanto isso, a nação banca tratamento...
  • Cavaquinho: E pior que ele pode ganhar, alguns baianos, se é que podemos chamar de baianos, gostam de serem roubados!...
leitores online


:: 30/ago/2018 . 22:21

MINISTRO DA EDUCAÇÃO DIZ QUE O ENSINO MÉDIO NO BRASIL ESTÁ NO “FUNDO DO POÇO”

O ministro da Educação, Rossieli Silva, durante apresentação do sistema de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018.

Os resultados da avaliação do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), divulgados nesta 5ª feira (30.ago.2018), demonstram que o sistema educacional brasileiro está praticamente estagnado desde 2009.

Para o ministro da Educação, Rosseli Soares, o desempenho revelado é um “desastre” e confirma a necessidade de mudança apresentada pelo projeto do Novo Ensino Médio a ser implementado nos próximos anos.

O ministro disse ainda que o sistema está “falido” e corre o risco de chegar ao “fundo do poço“. A declaração foi dada após a divulgação dos resultados que demonstraram que os estudantes brasileiros estão terminando o ensino médio sem ser realmente eficientes em português e matemática. Sete a cada 10 alunos do ensino básico têm nível insuficiente nas disciplinas.

Apenas 1,62% dos estudantes que cursam o último ano do ensino básico alcançaram níveis de aprendizagem considerados adequados pelo MEC (Ministério da Educação) em Língua Portuguesa.

Em Matemática a situação não é muito melhor. Só 4,52% dos alunos superaram o nível 7 na escala de proficiência da avaliação.

A prova foi realizada com 1,4 milhões de alunos do último ano do ensino médio. Segundo o levantamento, os ganhos de aprendizagem desta etapa estão quase sendo ultrapassadas pelo Ensino Fundamental.

Na prática, os números significam que ao concluir o ensino médio a maioria dos alunos não consegue interpretar informações explícitas nos textos, resolver problemas básicos ou reconhecer gráficos a partir de valores fornecidos nos textos.

Ao todo, cerca de 70 mil escolas públicas e particulares participaram da prova aplicada em todo o território nacional. Os Estados mais bem avaliados foram:

  • Distrito Federal;
  • Santa Catarina;
  • Espírito Santo;
  • Goiás;
  • Minas Gerais;
  • Paraná;
  • Rio de Janeiro;
  • Rio Grande do Sul;
  • São Paulo

O Saeb é realizado a cada 2 anos e mede a aprendizagem dos alunos ao fim de cada etapa de ensino: ao 5º e 9º anos do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio.

ASSESSOR DE RONALDO CARLETTO É ALVO DE CONDUÇÃO COERCITIVA EM OPERAÇÃO DA PF

Alvo de condução coercitiva no âmbito da Operação Condotieri, deflagrada hoje (30) pela Polícia Federal para desbaratar esquemas de fraude eleitoral em Vitória da Conquista, Vivaldo Góis de Oliveira é assessor do deputado federal Ronaldo Carletto (PP).

Além de auxiliar do parlamentar, ele foi presidente do Pros na Bahia. Segundo a Polícia Federal, uma arma foi apreendida na casa do dirigente. “Muito material foi apreendido. Em Salvador, nenhum valor em espécie. Na casa de um assessor, apreenderam uma arma Taurus. Também foram apreendidos documentos que a gente já esperava”, disse o delegado Daniel Justo Madruga.

Também integrante do braço político do esquema, o vereador de Conquista, Rodrigo Moreira (PP), foi afastado do cargo. Então candidato em 2016, o pepista teria oferecido emprego a eleitores no novo presídio de Vitória da Conquista, que estava prestes a ser inaugurado, em troca de apoio na campanha e de votos.

O gabinete do ex-deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa, Clóvis Ferraz (PSD), também foi alvo de busca e apreensão.

A operação, com mais de 100 policiais envolvidos, cumpriu 29 mandados de busca e apreensão, 23 mandados de medidas cautelares diversas da prisão e 61 mandados de intimação nos municípios baianos de Vitória da Conquista, Itabuna, Wenceslau Guimarães, Salvador e Lauro de Freitas, além do Rio de Janeiro (RJ) e Cuiabá (MT).

CONQUISTA: VEREADOR, EX-DEPUTADO, EX-DIRETOR DA CIRETRAN E ASSESSOR DE DEPUTADO FEDERAL SÃO ALVOS DE OPERAÇÃO DA PF

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (30) a Operação Condotieri, que visa combater crimes eleitorais cometidos em 2016. Conforme informações da PF, além de um vereador de Vitória da Conquista, estão envolvidos no esquema um ex-presidente da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista, o assessor de um deputado federal, um ex-deputado estadual da Bahia, assessores, o ex-diretor do 4º Ciretran de Vitória da Conquista, membros da empresa que administra o novo presídio de Vitória da Conquista, sócios administradores do consórcio Zona Azul, além de outras pessoas.

Mais de 100 policiais federais cumprem 29 mandados de busca e apreensão, 23 mandados de medidas cautelares diversas da prisão e 61 mandados de intimação nos municípios baianos de Vitória da Conquista, Itabuna, Wenceslau Guimarães, Salvador e Lauro de Freitas, além do Rio de Janeiro (RJ) e Cuiabá (MT).

A operação decorre de uma investigação iniciada em 2017 pela Delegacia de Polícia Federal em Vitória da Conquista (BA), sobre o crime de corrupção eleitoral e falsidade durante a eleição de 2016, em que um vereador, então candidato, oferecia empregos no novo presídio de Vitória da Conquista, que estava prestes a ser inaugurado, em troca de apoio na campanha e de votos.

A investigação desvendou ainda que a organização criminosa instalada se utilizou da estrutura de outros órgãos públicos, como o Detran e a Zona Azul, para o mesmo fim, bem como omitiu receitas e falsificou recibos entregues na prestação de contas à Justiça Eleitoral. Os investigados se serviram de pelo menos duas empresas de “fachada” para emissão de notas “frias”, que eram utilizadas para a prestação das contas.

O grupo vai responder pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção passiva, corrupção ativa, corrupção eleitoral, falsidade ideológica, patrocínio infiel e estelionato.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia