O governador Rui Costa, em viagem ao interior do estado, disse, em entrevista para rádios de Teixeira de Freitas, Itamaraju e Eunápolis, que apóia a decisão do Presidente Michel de Temer de colocar as forças federais para desobstruir as estradas.

Segundo o governador, embora seja contra os reajuste diários da Petrobras, ele aprova a decisão do presidente, pois a manifestação já está comprometendo setores essenciais, com aeroportos paralisados, falta de combustível nas cidades, falta de alimentos e até oxigênio nos hospitais. Mas reclamou que a Petrobras tenha feito 11 reajustes em 19 dias. A entrevista  foi transmitida ao vivo no Facebook.

Disse que teve de mandar escoltar os caminhões que traziam cloro para purificar a água na Embasa e que essa situação não pode continuar. Rui disse ainda que 75% dos manifestantes atendem as empresas e que não representam os caminhoneiros, mas interesses delas. Mas pediu a demissão da diretoria da Petrobras.