O presidente da Petrobras, Pedro Parente, anunciou hoje que reduzirá o preço do diesel nas refinarias por 10% por um período de 15 dias. A medida foi anunciada em um momento em que a estatal é pressionada pela greve dos caminhoneiros, iniciada na segunda-feira, contra o preço do diesel, que acumula uma alta de mais de 50% desde que a empresa adotou uma nova política de preços baseada no mercado internacional.

“Serão 15 dias para desanuviar o ambiente e poder trabalhar. Esse é o tempo para o governo negociar com os caminhoneiros”, afirmou Parente.

A redução de 10% equivalente a 0,2335 centavos por litro no valor médio do diesel comercializado em suas refinarias. Isso significa, segundo a Petrobras, o preço médio de venda nas refinarias será de 2,1016 reais por litro.

A paralisação já afetou vários setores da economia, como abastecimento de supermercados, entrega de legumes, verduras, produção de carnes, laticínios e veículos. Empresas de ônibus não têm combustível para operar nos próximos dias. Alguns aeroportos também sofrem com a falta de querosene de aviação, caso do de Brasília (DF). //Veja