Acesse o Sudoeste Hoje via Mobile em qualquer lugar!
  • May: Concordo com o velho ditado que diz: não se mexe em time que está dando certo. Se existe resultados positivos,...
  • Fernando: A oposição está doida pra ver o DEM fora da administração e juntar com eles(oposição), vira e mexe fica a...
  • Anonymous: Onder tá entregado corriculo
  • Fernando: Usarei esse espaço para fazer algumas observações construtivas para ajudar a administração municipal...
  • Anonymous: criminoso , ladrão safado
  • Davi Ferraz: O pior dos crimes é o latrocínio
  • Cavaquim: Dois vagabundos que logo estarão soltos pela “justiça” brasileira.
  • Anonymous: A minha filha martaram em vit da conquista em junho e até agora ñ se sabe de nada.
  • Martha Aulete: PT, a gente não é bobo… Eis: Filosofia do PT: Embustismo, zorra, bilontragem, vigarismo,...
  • Anonimo: Porque os melicianos tão nas ruas e Lula José dirceu não pode eles nunca mataram vereadora
  • Anonymous: E o que se diz pastor? Não vai ser condenado também não? É conivente
  • IMPRESSÕES DIGITAIS: Podem verificar que há impressões digitais de um dos assassinos no adesivo que eles colocaram no...
  • BIA: NO PROGRAMA ELES ESTAVAM DIZENDO QUE VÃO CONTINUAR ,PORQUE O QUE ELES FAZEM NÃO DENIGRE NÃO OFENDE POIS ELES NÃO...
  • LU Mendes: Nossa que absurdo
  • LU Mendes: Meu Deus que coisa eh?
leitores online


DENUNCIADA ROUBALHEIRA NA ANP

 

Revista ÉPOCA

O comunista Haroldo Lima não detém conhecimentos técnicos sobre petróleo, mas sabe tudo de política. Aos 71 anos, o atual diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP) já fez muito pela esquerda. Militou no movimento estudantil, fundou a organização Ação Popular, a AP, na qual combateu a ditadura militar, e, há 39 anos, apaixonou-se pelo PCdoB. É um dos mais antigos e dedicados quadros do partido, pelo qual cumpriu cinco mandatos como deputado federal. Num deles, elegeu-se com o mote “botando para quebrar”. A exemplo de tantos outros políticos de sua geração, sacrificou-se pelos ideais da esquerda, mas capitulou aos encantos da direita. Em 2003, em reconhecimento a seus serviços, o então presidente Lula nomeou Haroldo para uma diretoria na ANP.

Assim que a reportagem foi publicada, a direção da ANP, em vez de determinar a investigação dos fatos, esforçou-se por tentar desqualificar o caso. A ANP chegou a anunciar que a advogada Vanuza foi interpelada judicialmente – e que ela teria negado qualquer acusação contra o comunista Edson Silva. Não é verdade. “Fui interpelada em razão de uma matéria que saiu na imprensa contra o senhor Edson Silva. Apenas neguei que fosse fonte da referida matéria. Nunca voltei atrás em nada”, disse a advogada Vanuza. Ela, diante da repercussão do caso, aceitou falar a ÉPOCA na semana passada. Vanuza esclareceu, sobretudo, o que já se suspeitava: os dois assessores da ANP disseram a ela que o dinheiro cobrado iria para o caixa do PCdoB (leia a entrevista) .

Não é por acaso que a ANP reagiu agressivamente às acusações: até a máquina publicitária da agência tem muitas afinidades com Haroldo Lima – e depende dele. A Leiaute Propaganda, agência baiana contratada pelo baiano Haroldo Lima para comandar a publicidade da ANP, tem entre seus sócios amigos e camaradas do próprio Haroldo Lima. Sidônio Palmeira e Liani Sena, dois dos donos da Leiaute, são filiados ao PCdoB, segundo registros do Tribunal Superior Eleitoral. Antônio do Carmo, até há pouco tempo diretor da Leiaute, integrou o PCdoB por 18 anos. Os laços entre Sidônio Palmeira e Haroldo Lima são antigos: eles militaram juntos no movimento estudantil da Bahia. Hoje, a ANP do comunista Haroldo Lima gasta R$ 7,7 milhões anuais com a empresa de Sidônio. A mesma Leiaute prestou serviços nas últimas campanhas eleitorais do petista Jaques Wagner ao governo da Bahia, disputadas com o apoio do PCdoB. (Hoje, a Leiaute também detém as contas publicitárias do governo da Bahia.)

Uma das sócias da Leiaute, Liani Sena, disse que nem ela nem Sidônio Palmeira são ou já foram filiados ao PCdoB, apesar das evidências em contrário. Ela afirmou ainda que o contrato da agência com a ANP obedece a todas as exigências da lei. “Foi um processo de licitação legal do governo federal”, disse. Procurada, a ANP, em resposta a perguntas enviadas pela reportagem de ÉPOCA, disse que o contrato com a Leiaute foi “auditado pelos órgãos de controle externo, que nunca registraram qualquer irregularidade na sua execução”.

Desde então, Haroldo socializou cargos e contratos entre os camaradas do PCdoB. Fora, assegurou – com muito custo – o próspero acúmulo de capital dos grandes empresários do setor petrolífero. Essa ambiguidade de papéis, subproduto do aparelhamento partidário do Estado brasileiro, não poderia dar certo. Conforme revelou ÉPOCA na capa de sua última edição, viraram regra a cobrança de propina e os achaques a empresários que precisam das canetadas dos burocratas da ANP. A reportagem trouxe a público evidências fortes da corrupção na ANP, como cheques, e-mails, relatos de empresários extorquidos – e até um vídeo em que uma advogada que atua no ramo é achacada por dois assessores da ANP. Todo o material integra uma investigação sigilosa, iniciada pelo Ministério Público Federal no Rio de Janeiro.

No vídeo, gravado em maio de 2008, Antonio José Moreira, então procurador da ANP, e Daniel de Carvalho Lima, estagiário da agência, cobram R$ 40 mil da advogada Vanuza Sampaio para liberar o registro de um cliente dela, a distribuidora de combustíveis Petromarte. Ambos dizem falar em nome do dirigente do PCdoB Edson Silva, então superintendente de Abastecimento e hoje assessor de Haroldo Lima. Os dois assessores da ANP dizem no vídeo que o valor de R$ 40 mil foi estipulado por Edson Silva e que ele receberia R$ 25 mil do total.

Por Diego Escoteguy, da ÉPOCA

15 respostas para “DENUNCIADA ROUBALHEIRA NA ANP”

  • JACARÉ says:

    DR. Davi, como dizia a canção: “Se gritar pega ladrão não fica um meu irmão”. Conheci Haroldo Lima através do Dep. Luiz Nova. Nos anos oitente na praça Augusto de Carvalho ele fez um disurso inflamado em um comiçio pedindo a prisão imediata de ACM por roubo, que sairia do Palácio da Alcamação para o de Ondina(Zoológico). E agora??? Caiu a derradeira trincheira do bastião da moralidade??? Até tú Haroldo??? É Dr. do jeito que vai não fica um mesmo. O último a sair apague a luz…

  • Zé da Hora says:

    Esta sempre foi a tática utilizada pelos partidos ditos “de esquerda???” no Brasil: Quando são pegos com a boca na botija, com a mão na pilhagem, ou descobertos em falcatruas, em lugar de corrigir o erro, apurar os fatos e punir os delinquentes do partido, correm em busca de descarecterizar o denunciante, transferir o foco das ações, minimizar os fatos sem nunca assumir que são os piores corruptos da política brasileira. Só sabem denunciar o dos outros, eles são sempre anjinhos.

  • Geraldo Habib says:

    E ELES LUTARAM PELA “DEMOCRACIA”, DERAM SUAS VIDAS E FUGIRAM COMO RATOS, PARA DEPOIS COM A CARA MAIS DESLAVADA VOLTAREM E SE LOCUPLETAREM COM O DINHEIRO DA NAÇÃO. VÃO PRO INFERNO BANDO DE LADRÕES.

  • Geraldo Habib says:

    ISTO SIM É QUE É HERANÇA MALDITA. ACORDA BRASIL.

    Notícia

    Reduzir Normal Aumentar Imprimir Os números do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) mostram que, até o momento, a presidente Dilma Rousseff não conseguiu fazer a prometida puxada nos investimentos. E, a julgar pelo momento político e econômico, não será possível transformar o quadro tão cedo. É o que mostra análise elaborada pelo economista Felipe Salto e pelo cientista político Rafael Cortez, da consultoria Tendências. Com base em informações colhidas no Siga Brasil, o estudo revela que até o dia 27 de julho o governo pagou R$ 13,5 bilhões em despesas do PAC. Desses, R$ 11,3 bilhões, ou 83,7%, eram gastos contratados no governo Lula. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    “Os números mostram que ela (Dilma) tem as mãos amarradas. Se ela praticamente só paga restos de exercícios anteriores, quer dizer que os gastos do PAC até agora tiveram pouca influência de programas novos adotados por iniciativa da presidente”, analisa Salto. A prometida decolagem dos investimentos dependeria, segundo Cortez, da realização de reformas que permitissem reduzir gastos com pessoal e outras despesas obrigatórias que deixam pouco espaço para investir. Hoje, gastos fixos – como salários, previdência, dívida e repasses a Estados e municípios – consomem R$ 9 de cada R$ 10 que o governo arrecada. Resta apenas R$ 1 para investir. A aproximação com os parlamentares foi dificultada pelo corte de R$ 50 bilhões no Orçamento anunciado em fevereiro, o que praticamente inviabilizou a liberação de recursos para emendas de parlamentares e causou descontentamento na base. Além disso, observou Cortez, Dilma adotou um estilo centralizador nas nomeações para o governo. “Tudo isso tudo gerou desgaste com a base”, disse Cortez.

  • TONHE DO FUMO says:

    Dr. Rivadavia, como dizem os mais jovens o bicho está pegando. Rapaz será que não temos mais ninguém honrado nesse país que não esteja metido em alguma fralcatua? Cadê os homens de bem? Vamos nos lembrar de Rui Barbosa quando disse que “De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”… E agora no Ministério da cidades. Lá vem o efeito dominó, vão cair todos?? Esperemos então.

  • CLAUDIONOR says:

    ONDE ESTÃO OS COMPANHEIOS DO PC DO B DE ITAPETINGA, AMIGOS DO PEITO DE AROLDO LIMA, QUE NÃO SE MANIFESTAM? ESSA TURMA É MUITO ÉTICA QUANDO ESTÃO FORA DO PODER, AO SEREM CONVOCADOS PARA GERIR RECURSOS PÚBLICOS, SE MISTURAM AOS PORCOS. AFINAL, EM QUEM CREDITAR?

  • eleitor indepedente says:

    AOS duas pessoas q postam seus comentários, é justo, mas li a reportagem e não vi em nenhum momento a nome de Haroldo envolvido, é na ANP sim, mas nada a ver com haroldo, claro q o PCdoB cresceu e muita gente entra no PCdoB e não está livre de corrupção, mas agora esperar pra ver a decisão do partido, vamos c calma, mas também não adianta muito ser honesto nesse país, o PCdoB como vcs dizem é o ULTIMO partido a se “corromper” diga se de passa duas pessoas apenas, mas em terno de voto também é o ultimo a ser lembrado pelo eleitores, então mostra q o eleitor gosta mesmo são de paridos corruptos, exemplo aqui em Itapetinga o povo votando em geraldo Simões(Ficha suja) Rosemberg Pinto
    todos conhecem o histórico dele) e não fica atras Geddel e Lucio viera lima rsrsrsrs, mas se o povo so vota neles fazer o que????????

  • Zé da Hora says:

    Em matéria publicada em seu Site http://www.bahianoticias.com.br uma nota de Samuel Celestino discorre em síntese sobre este episódio. Alí fica claro que, pode até não ser o cabeça, mas que tem o dedo de Aroldo Lima nesta ferida e tem uns “pingões” de lama em sua biografia Ah, isso aí tem, pode apostar.

  • Maldosos e Ingnorantes says:

    É o Brasil da fruto de todas as maneiras. Quantos dos que escreveram comentarios conhece o assunto? Todos sem exceção não sabem do que se trata mas já condenaram ou absorveram o possivel crime. Existem blogs onde a mediocridade passa longe infelismente não é o caso desse. Porém Davi não fique triste vc direciona seu trabalho para atender essa turma aculturada no entanto vc faz ainda o melhor blog da cidade, talvéz se vc fizesse como vc sabe niguem leria suas materias.Assim como se a corrupção fosse combatida sem a cor partidaria o Brasil seria outro.

  • Zé da Hora says:

    O cara escre “absorveram” quando o verbo correto é absolveram em se tratando de absolvição. Coloca acento agudo na letra “e” da palavra talvez, escreve infelizmente com “S” no lugar do Z, escorrega na acentuação, tem uma concordancia verbal e gramatical prá lá de sofríveis, e ainda vem chamar os outros de aculturados. É de lascar, viu?

  • P/ Maldosos e Ingnorantes... says:

    Como é que alguém que escreve “Ingnorantes”, “absorveram”, “infelismente” e “talvéz”, tem a coragem de chamar outras pessoas de aculturadas e ignorantes? É muita cara de pau. Vá estudar jegue…kkkkkkkk

  • Geraldo Habib says:

    PEÇA PARA IR AO BANHEIRO E CAIA FORA !

    AEPET acusa Haroldo Lima de “entreguista” e manobra para derrubá-lo da ANP
    31/7/2011 11:51:24
    Se depender dos morteiros que a Associação dos Engenheiros da Petrobras lança sobre a Agência Nacional do Petróleo (ANP), a diretoria está na mira para ser dispensada ao fim dos mandatos. Ou antes, como querem. O Informativo da AEPET não tem poupado o baiano Haroldo Lima (PCdoB), Diretor-geral da ANP: “Todos membros da agencia são defensores da lei entreguista de FHC (9478/97), a começar pelo diretor-geral, Haroldo Lima, um comunista, filiado ao PC do B, que deixaria incrédulo um ativista da campanha “O Petróleo É Nosso!”

    Em 1 de agosto de 2011 14:04, Euclides Fagundes Neves Neves escreveu:

    Car(a)s amig(a)s e amig(o)s:

    A revista Época, do grupo Globo, que está nas bancas, publicou matéria extremamente ofensiva contra a ANP. A matéria é inteiramente falsa. É uma retaliação à ANP pelo fato da revista Época ser a única revista que nós não incorporamos na campanha publicitária que a Agência está fazendo sobre os elevados índices de não adulteração que conseguimos.

    Transmito abaixo, a Nota que a ANP divulgou sobre o assunto. Mas quero dar-lhes informações complementares que não estão na Nota.

    A Época levantou, há mais de ano, uma “denúncia” sobre a ANP, a propósito da forma como foi encaminhado o pagamento de uma dívida da União a alguns credores. Como o valor era elevado, isto resultou em reunião de Comissões, na Câmara e no Senado. O Senado estava abrindo uma CPI da Petrobras, e, por causa disto, introduziu a ANP nessa CPI. Nas duas Casas do Congresso, apresentei minuciosas explicações sobre o assunto, incluindo aprovação prévia do montante da dívida pelo TCU, Procuradoria Geral da República, Advocacia Geral da União, além de autorização do pagamento feita pela Câmara, Senado e pelo então presidente Lula. O mais conhecido constitucionalista da Câmara, o então deputado Flávio Dino, disse que “se o Diretor Geral, depois de tudo isso, não tivesse feito o pagamento, poderia ser preso.” A comissão da Câmara e a CPI do Senado chancelaram a correção do procedimento da ANP.

    A revista Época, que levantou a questão, acompanhou tudo. Revelou-se uma revista desonesta, sem o mínimo de ética jornalística, ao não informar aos seus leitores que todas as “suspeitas” que levantara revelaram-se inexistentes. A partir daí, passei a não mais responder qualquer pergunta da Época.

    Recentemente, a ANP resolveu festejar a enorme vitória que obtivemos, rebaixando o grau de adulteração de combustíveis do país, de 10% a 2% nos últimos oito anos. Revistas, redes de TV e rádios receberam o material da campanha. Houve revista em que o material ocupou página inteira. Recomendei para que Época não participasse de nada. A revista reclamou, com insistência, para a Secretaria de Comunicação do Governo, a Secom, em Brasília. Esta nos pediu explicação, que foi dada. A orientação não foi mudada. Época não recebeu nada. Quinze dias depois, lança essa campanha difamatória contra a ANP.

    O jornalista que assina a matéria, Diego Escosteguy, é conhecido nos meios jornalísticos como o “garoto de ouro” que saiu da Veja e foi para Época “para transformar esta revista em mais um bueiro do esgoto jornalístico.” (http://pontoecontaponto.com.br ). Foi ele que, apresentou falsidades gritantes como se fossem “denúncias” contra a Caixa Econômica e que mereceu da Caixa, em 30/01/06, protesto veemente, onde ela mostra “a má fé e falta de competência e ética jornalística que norteou a apuração da matéria pelo repórter Diego Escosteguy” (site da Caixa).

    Leiam abaixo, a Nota da ANP sobre a matéria da Revista Época. Faremos ainda alguns complementos à Nota e estamos estudando outras iniciativas contra essa sórdida matéria.

    Haroldo Lima

    Nota da Assessoria de Imprensa da ANP

    A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) repele, energicamente, as acusações feitas pela revista Época em reportagem de capa da edição de 23/7/2011. A revista veiculou falsidades e desconsiderou dados verdadeiros que já lhe tinham sido informados há dois anos. Generaliza suas aleivosias irresponsáveis e agride toda a comunidade que trabalha na Agência. Em respeito a seus servidores e à sociedade, a ANP presta os seguintes esclarecimentos:

    Os Srs. Antonio José Moreira e Daniel Carvalho, que aparecem na gravação e foto divulgadas e foram apresentados, repetidas vezes, na reportagem como “assessores da ANP”, nunca foram assessores desta Agência. Nunca foram sequer do quadro de servidores permanentes da Agência. Antonio José Moreira é servidor da Procuradoria da Fazenda Federal e foi destacado para o acompanhamento de processos da ANP, atuando em dependência da Agência, como ocorre com os demais órgãos públicos. Daniel Carvalho foi apenas estagiário na ANP. Além disso, a revista maldosamente os apresenta como se estivessem hoje na ANP, sendo que ambos já estão fora dessa Instituição há mais de dois anos.

    A reportagem também não informa que, tendo tomado conhecimento em 2009 da gravação referida na matéria, um funcionário da Assessoria de Inteligência da própria ANP acompanhou a advogada Vanuza Sampaio, ao Ministério Público para a apresentação da denúncia, ficando claro que a ANP estaria, como permanece até agora, à disposição do Ministério Público para os esclarecimentos necessários.

    Essas informações, que a reportagem ignora, tinham sido fornecidas pela ANP à Revista Época há mais de dois anos.

    O ex-superintendente de Abastecimento da ANP Edson Silva interpelou judicialmente a advogada Vanuza Sampaio, através de seccional da OAB/RS, para que confirmasse em juízo as acusações agora veiculadas pela revista Época. Em sua resposta, a advogada negou que tivesse conhecimento de qualquer irregularidade por ele praticada.

    Edson Silva afirma que jamais autorizou quem quer que seja a falar em seu nome ou fazer tratativas do tipo que a revista lhe atribui e nega que tenha havido qualquer encontro em um “café nas cercanias da sede da ANP, no centro do Rio”, como consta na reportagem.

    A ANP nunca teve conhecimento de qualquer irregularidade praticada pelo ex-superintendente de Abastecimento Roberto Ardenghy.

    As insinuações feitas por Época contra o ex-diretor Victor Martins, merecem também nossa repulsa e o nosso protesto, vez que a revista Época volta a se apoiar em denúncias levantadas há anos e que foram consideradas falsas, depois de ampla investigação, pela já referida CPI do Senado Federal.

    Ao contrário do que afirma a revista, a ANP não se exime de fiscalizar nem tolera irregularidades no mercado de combustíveis. A prova maior disso é a qualidade dos combustíveis brasileiros, que estão de acordo com os melhores padrões mundiais, resultado do rígido controle exercido pela ANP, que envolve operações regulares de fiscalização realizadas em coordenação com o Ministério Público, órgãos estaduais e municipais.

    Quanto à acusação de aparelhamento político, a revista Época desconsidera que o quadro permanente de servidores da ANP só foi constituído na atual administração, por meio de dois concursos públicos que permitiram a contratação de mais de 650 servidores, repita-se, todos concursados. São profissionais capacitados, que servem à sociedade com dedicação e correção, não sendo merecedores do tratamento ofensivo que lhes foi dispensado pela revista.

  • Geraldo Habib says:

    É MUITA SENVERGONHICE !

    Após retomarem vagas, ‘fichas-sujas’ querem salários retroativos
    Deputados barrados vão pedir o pagamento dos meses em que ficaram de fora da Câmara

  • de olho says:

    Averiguém antes de julgar.

  • Geraldo Habib says:

    ELES CONTAM COM ESTA PASSIVIDADE DO POVO BRASILEIRO. ESTA CONVERSA FIADA DE QUE ELES SÃO HONESTOS, VEM DESDE A EPOCA DO MALFADADO DO POPULISTA. A IMPRENSA FAZ UM TRABALHO VALENTE DENUNCIANDO TODA ESTA MARACUTAIA IMPLANTADA PELO POPULISTA, PELO PAI DO MENSALÃO E TODA ESTA CORJA, QUE TODOS OS DIAS ASSOMBRA ESTE PAIS COM ESWCANDALOS.

Deixe seu comentário


  • 8 de outubro de 2019 | 20:24


  • 8 de outubro de 2019 | 20:02


  • 8 de outubro de 2019 | 09:39

    ITAPETINGA E REGIÃO


  • 19 de agosto de 2019 | 18:45


  • 3 de agosto de 2019 | 21:32

  • HOTEL HERCÍLIA PACHECO
    25 de março de 2019 | 22:23


  • 19 de março de 2019 | 12:52


  • 19 de março de 2019 | 12:38

    Resultado de imagem para sitio itororo


  • 7 de dezembro de 2018 | 00:58


  • 8 de novembro de 2018 | 20:34

  • RSSArquivo de Quentinhas & Boas »


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia