Diva da música internacional foi encontrada morta em seu apartamento em Londres

 

A cantora inglesa Amy Winehouse foi encontrada morta em sua casa em Londres na tarde deste sábado (23). A informação, divulgada por um jornalista do “Daily Mirror” no Twitter foi confirmada pela polícia inglesa. Suspeita-se que a artista tenha sofrido overdose de drogas. A diva da música internacional tinha 27 anos e possuía um longo histórico de uso de drogas e álcool. Sua única passagem pelo Brasil foi em janeiro deste ano, para uma série de shows.

A morte de Amy Winehouse já é o assunto mais comentado no Twitter na tarde deste sábado (23). A cantora brasileira Rita Lee, por exemplo, escreveu: “Amy não foi ao rehab… Está por aí… Finalmente livre, leve, solta. Doidivana diva…” e ainda completa: “Vida de artista é clichê. Ou morre de overdose, ou entra pra uma seita, ou vive em rehabs. Os sobreviventes viram dinossauros. Ass Tiranossaura”.

A artista burlesca Dita von Teese postou: “Por favor, alguém me diz que isso não é verdade  Estou devastada, passei momentos extraordinários com ela. Grande perda.” Já o ator José de Abreu, outro admirador da inglesa, publicou: “Sobreviver ao vicio é para que tem sorte, nada a ver com coragem ou vontade! Doença brava”.

Até a colega de profissão, Bebel Gilberto, sente a perda: “Meu coração está partido. Que ela descanse em paz. Não posso acreditar”. A atriz Giovanna Ewbank também era fã: “Que triste. Estou péssima pela noticia da Amy Winehouse, mesmo já sabendo que aconteceria”. A cantora Sandy disse: “Pode ser ingenuidade minha, mas, achei que uma hora ela ia sair desse caminho e viver da música dela, que era boa. Que triste…”

Os 27 anos é quase uma idade mítica para a história do rock. Dezenas de grandes nomes morreram com esta exata idade, entre eles Kurt Cobain, Janis Joplin, Jimmy Hendrix, Jim Morrison e Brian Jones, dos Rolling Stones, todos com histórico de abuso de drogas e álcool. Informações do UOL.