Na sessão desta quarta-feira, na câmara de vereadores, o vereador Romildo Teixeira (PDT) não poupou críticas à aecretária de saúde e gritou, de alto e bom som: “tem que meter o cacête mesmo…!”. Revoltado com o baixo nível do discurso do colega, o vereador José Roberto (PSDB), que é médico, regulou o vereador Romildo por estar usando “palavras de baixo calão“, na respeitável sessão do legislativo. Contam as más e boas línguas que Romildo procurou a colega depois da sessão e desabafou: “Tô te estranhando, Zé,  achei que você já tava acostumado com  esse “linguajar…” . O suposto diálogo condiz com a situação em que se encontra a atual administração municipal, uma vesdadeira zona, onde os opositores metem o pau por trás e os correligionários metem o pau pela frente, metaforicamente, é claro.