Acesse o Sudoeste Hoje via Mobile em qualquer lugar!
  • Anonymous: Poltronas quebradas, carros sem descanso dos pés.
  • Turab molay: Moro no Clerolandia desde criança um dos bairros esquecidos pela a administração pública, via chico...
  • Jorge: Essa avenida é de exclusivo interesse do município de itapetinga, os moradores e comerciantes dessa avenida...
  • Anonymous: Senhor sabe tudo,se vc no alto da sua sabedoria entendesse um mínimo de administração pública,não tava...
  • Davi Ferraz: Póca urna querendo aparecer. Tiro surdo…
  • Retado: Davi, que história é essa que um tal vereador sem expressividade será candidato a vice governador? Notícia...
  • Anonymous: Deixa de ser ignorante cidadão! Ele tem feito o que está dentro de suas diretrizes, se fosse tão simples...
  • O Indagador: Faz arminha que o preço baixa!!!
  • Anonymous: Eu quero ver a cara desse povo quando lula colocar Jerônimo debaixo do braço e for pro pau,aí vamos ver...
  • Anonymous: Quem t que ser (demitido) é o senhor presidente.esse encenação sem lógica de tá esbravejando contra a...
  • Marcio: Manda ele vir pela estrada de macarani, e ver se tem condições de passar, ou até mesmo pela estrada de...
  • Rone: Moro aqui na Vila Isabel e vejo quanto “desenvolvimento” Itapetinga está tendo. Buraco, lama e...
  • Fabiano Pereira: Pois que venha os Reis do Agro… o Presidente… o ACM Neto… que grandes negócios...
  • Fabiano Pereira: Quem ACHA GRAÇA do que falo é Zé Povinhooo que não sabe que á vida é feita de negócios e...
  • Luiz: Pois é, reclamar porque! vcs são responsáveis, pelo Patria Amada Brasil. AGORA VAMOS MOVIMENTO PELO BRASIL, 13...
leitores online


ITAPETINGA: COBRANÇA DE TAXA DE ESGOTO NÃO TRATADO É ILEGAL

Lixo e esgotos sem tratamento estão matando o rio Catolé
ITAPETINGA: O serviço público de fornecimento de água e de coleta e tratamento de esgoto compete ao Município (art. 25, § 3º, da Constituição Federal), podendo ser executado diretamente pelo Município ou indiretamente, mediante delegação. Comumente a prestação do serviço é delegada a um particular, por meio de contrato de concessão. 

Em Itapetinga, o fornecimento de água, coleta e tratamento de esgoto está a cargo do SAAE -Serviço Autônomo de Água e Esgotos, uma autarquia municipal. A relação entre o usuário e o SAAE submete-se, evidentemente, aos preceitos do Código de Defesa do Consumidor. Estes serviços são remunerados por meio de tarifa, cuja cobrança é feita diretamente pela autarquia, de seus usuários, o que pressupõe a efetiva prestação do serviço (art. 22, do Código de Defesa do Consumidor e art. 3º, I, “b”, da Lei 11.445/2007). Apesar de muito questionável, o valor da tarifa de esgoto corresponde 50% da tarifa de água utilizada. Na prática, paga-se a tarifa de água uma vez e meia.

Entretanto, as decisões dos tribunais, com base na Lei 11.445/2007 e no CDC, vem reconhecendo a ilegalidade na cobrança de tarifa quando o esgoto não é tratado. A nova lei sobre saneamento básico (Lei nº 11.455) define em seu art. 3º, I, “B”, que o serviço de esgotamento sanitário é constituído pelas atividades, infra-estrutura e instalações de coleta, transporte, tratamento e disposição final adequados dos esgotos sanitários, desde as ligações prediais até o  lançamento final em seu meio ambiente.

Por não prestar o SAAE a integralidade do serviço, vez que só faz a coleta e o transporte dos dejetos, jogando-os no meio ambiente (Rio Catolé) sem nehum tratamento, o pagamento da taxa de esgotos revela-se ilegal e indevido. De acordo com a jurisprudência, o consumidor pode exigir a devolução em dobro do que pagou indevidamente, nos termos do art. 42, parágrafo único, do CDC.

Por outro lado, o consumidor pode recusar-se a pagar a tarifa de esgoto não tratado, cobrada juntamente com a de água. E se a recusa levar ao corte no fornecimento de água, poderá o consumidor pleitear danos morais pela privação de serviço essencial. Por fim, cumpre esclarecer que o prazo para pedir a devolução do indébito é o estabelecido no Código Civil (20 anos pelo Código Civil de 1916 e 10 anos pelo Código Civil de 2002).

Em Itabuna, a OAB se prepara para ingressar com ação civil pública na justiça, denunciando a ilegalidade da cobrança feita pela EMASA, providência que deveria ser adotada também pela sub-secção da OAB de Itapetinga ou pelo Ministério Público. Qualquer consumidor, se quiser, também pode ingressar na justiça contra a taxa ilegal, através de advogado particular ou pela Defensoria Pública.

Por DAVI FERRAZ

(Veja Jurisprudência abaixo)

JURISPRUDÊNCIA 

0005736-32.2007.8.19.0007 – APELACAO – 1ª Ementa DES. MARCIA ALVARENGA – Julgamento: 02/03/2011 – DECIMA SETIMA CAMARA CIVEL APELAÇÃO CÍVEL. PROCEDIMENTO ORDINÁRIO. COBRANÇA DE TARIFA DE ESGOTO SANITÁRIO EM CONTA DE ÁGUA DO CONSUMIDOR. CONCESSIONÁRIA QUE NÃO PRESTA SERVIÇO DE TRATAMENTO DE ESGOTO, MAS SOMENTE COLETA E TRANSPORTA. NÃO CUMPRIDA A INTEGRALIDADE DO SERVIÇO, NÃO SE JUSTIFICA O PAGAMENTO DO PREÇO PÚBLICO. DEVOLUÇÃO EM DOBRO DOS VALORES INDEVIDAMENTE COBRADOS. PRAZO PRESCRIONAL APLICÁVEL DEFINIDO PELO CÓDIGO CIVIL, CONFORME SÚMULA N. 412 DO STJ. RECURSO DA SEGUNDA APELANTE A QUE SE NEGA SEGUIMENTO, RECURSO DOS PRIMEIROS APELANTES A QUE SE DÁ PARCIAL PROVIMENTO.

0002444-39.2007.8.19.0007 – APELACAO / REEXAME NECESSARIO DES. HELENA CANDIDA LISBOA GAEDE – Julgamento: 02/03/2011 – DECIMA OITAVA CAMARA CIVEL APELAÇÃO. COBRANÇAS DE TARIFA DE ESGOTO. RECONHECIMENTO DA DEVOLUÇÃO DAS TARIFAS RELATIVAMENTE AOS DEZ ANOS ANTERIORES A PROPOSITURA DA DEMANDA. A NOVA LEI SOBRE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.455) DEFINE EM SEU ART. 3º, I, ‘B’, QUE SERVIÇO DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO É CONSTITUÍDO PELAS ATIVIDADES, INFRA-ESTRUTURAS E INSTALAÇÕES DE COLETA, TRANSPORTE, TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO FINAL ADEQUADOS DOS ESGOTOS SANITÁRIOS, DESDE AS LIGAÇÕES PREDIAIS ATÉ O SEU LANÇAMENTO FINAL EM SEU MEIO AMBIENTE. POR NÃO PRESTAR A RÉ A ATIVIDADE PRINCIPAL, QUE É O TRATAMENTO DO ESGOTO, O PAGAMENTO PELO SERVIÇO INEXISTENTE REVELA-SE INDEVIDO. PARCIAL PROVIMENTO AO RECURSO DO AUTOR, NA FORMA DO ARTIGO 557,§1-A DO CPC E NEGADO SEGUIMENTO AO RECURSO DO RÉU, NA FORMA DO ARTIGO 557, CAPUT DO CPC.

 DES. SIDNEY HARTUNG – Julgamento: 02/03/2011 – QUARTA CAMARA CIVEL AGRAVO INOMINADO na APELAÇÃO – DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO DA TARIFA DE ESGOTO REPETIÇÃO DE INDÉBITO – DANOS MORAIS – IMPUGNAÇÃO Decisão monocrática que deu parcial provimento ao recurso de apelação interposta pela demandada para excluir a devolução em dobro, considerando a restituição simples do indébito, mantendo-se, quanto ao mais, r. sentença, por seus próprios fundamentos. – Agravo Inominado repisando os mesmos argumentos anteriormente suscitados, postulando a reforma do decisum prolatado pelo Relator. Manutenção da decisão monocrática. – Bairro não dotado de serviço de tratamento de esgoto sanitário. – Cobrança indevida pela CEDAE. – Dano moral caracterizado e corretamente arbitrado pelo corte do fornecimento de água, serviço essencial à subsistência do ser humano, fundado em não pagamento de faturas que contêm parcela não devida. – Inaplicabilidade da restituição em dobro do art. 42 §único do CDC, diante da Súmula nº 85 do TJRJ. Prescrição vintenária, conforme art. 177 do Código Civil de 1916 c/c o art. 2028 do Código Civil atual. – Responsabilidade da concessionária em alterar o sistema para suprimir a cobrança. – No que concerne ao parcelamento da dívida, o mesmo é direito para quem preenche os requisitos previstos na Lei Estadual 4.339/2004. – Precedentes Jurisprudenciais. – Manifesta improcedência da apelação. – Acerto da decisão recorrida. – NEGADO PROVIMENTO AO RECURSO.

3 respostas para “ITAPETINGA: COBRANÇA DE TAXA DE ESGOTO NÃO TRATADO É ILEGAL”

  • João Paulo says:

    Daví, parabéns !!!

    Isto sim é que é bom serviço à população. Informação é poder.

    Falta agora organizar um grupo e entrar na justiça coletivamente em nome da sociedade, de forma individual ou através de alguma ONG, já que agente sabe que o Ministério Público, a Defensoria, o Codecon, não farão, como nunca fizeram, nada.

    Quem sabe você poderia voltar a trabalhar como Advogado e fornecer seus serviços aos interessados ???

  • Conterrâneo says:

    Acrescento mais o que diz João Paulo. Parece-me que tudo de ruím em termos gestão Municipal acontece em Itapetinga:
    É hospital que não atende, desvios de verbas, atraso nos pagamentos dos sevidores, combrança indevida etc.

    Agora vem essa vergonha, descalabro, falta de atitude em ver o esgosto ser lançado no rio catolé sem nenhum tratamento causando danos a saúde dos seus consumidores.

    Não faz muito tempo foi publicado no jornal ATARDE uma reportagem denuncinado a alta mortandade de peixes por conta da poluição do mencionado rio.

    E AGORA JOSÉ!!!!

  • Daniel Santos da Silva says:

    Parabéns pelo artigo.

Deixe seu comentário


  • 4 de maio de 2022 | 10:06


  • 29 de abril de 2022 | 10:42

  • ESPAÇO RECANTO MARINHO
    29 de março de 2022 | 00:43

  • MORADA DO PARQUE
    29 de março de 2022 | 00:04


  • 28 de março de 2022 | 23:37


  • 27 de março de 2022 | 01:11


  • 27 de março de 2022 | 00:52


  • 26 de março de 2022 | 01:20

  • RODRIGO TÁ FECHADO COM PEDRO TAVARES
    14 de fevereiro de 2022 | 22:34

    Outra especulação sem pé nem cabeça tenta por em dúvida o apoio de Rodrigo Hagge ao deputado Pedro Tavares (DEM), o que não tem cabimento a essa altura do campeonato. Rodrigo tem reiterado o seu apoio ao deputado Pedro Tavares, que tem desempenhado um excelente trabalho em defesa das pautas de Itapetinga na Assembleia Legislativa e junto aos órgãos governamentais, gozando da inteira confiança de Rodrigo e do grupo. Não tem concorrente à altura no município e será reeleito com grande votação. O resto é conversa besta de quem não tem informação segura e só vive de intriga…

  • RODRIGO FICA E NÃO ABRE
    14 de fevereiro de 2022 | 21:40

    Pela milésima vez, especulam sobre uma improvável candidatura do Rodrigo Hagge a deputado estadual ou federal, interrompendo o seu mandato de prefeito faltando 2 anos e 8 meses do final, que só ocorrerá em 31 de dezembro 2026. Dois fatores são determinantes para que ele continue no cargo de prefeito, sem se arriscar numa aventura que pode não dar certo: 1º – o compromisso assumido com a população durante sua campanha para prefeito: 2º – a falta de articulação para construção de bases eleitorais em outros municípios, capazes de garantir sucesso numa eleição disputadíssima para o legislativo. Rodrigo vai longe, mas pode esperar mais um pouco.

  • RSSArquivo de Quentinhas & Boas »


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia