Marina Silva deve liberar partidários e ficar neutra

 

Após duas semanas de queda de braço, aliados da ex-presidenciável Marina Silva dizem que ela fechou acordo com a cúpula do PV para se declarar neutra no segundo turno e evitar um apoio formal do partido ao candidato José Serra (PSDB). O rumo dos verdes será anunciado hoje, durante convenção em São Paulo. A votação terá caráter simbólico, já que todos os filiados serão liberados para aderir “individualmente” ao tucano ou a Dilma Rousseff (PT). Dois ex-dirigentes da campanha de Marina disseram que ela não pedirá votos para Serra ou Dilma “em hipótese alguma”. Pelo combinado, o PV endossaria a opção pela neutralidade, embora uma ala expressiva da direção esteja pronta a se engajar na campanha de Serra a partir de amanhã. (Folha)