outubro 2010
D S T Q Q S S
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Acesse o Sudoeste Hoje via Mobile em qualquer lugar!
  • Cidadão: O comércio de Marcarani está todo aberto, funcionando normalmente. Aqui as pessoas estão todas nas ruas como...
  • FRASE DE INTERNET: “Hidroxicloroquina é muito complicado de pronunciar. Já sei, irei chamar de: REMÉDIO DO...
  • João Carlos: Pessoas de pouca informação fica fazendo comentários idioto, achando que as empresas jigantes estão...
  • Antonio: Vendo esses comentários fico imaginando em que mundo vcs vivem, não o comércio de Itapetinga que vai...
  • Hanilton: Com tanto investimento público nesta empresa é um absurdo se aceitar que se façam isto, é inaceitável, os...
  • carkos: Gente vamos pra rua o prefeito Rodrigo tem que liberar os comerciante
  • AMOSTRA GRÁTIS DO COMUNISMO: COMUNISMO, AMOSTRA GRÁTIS Pouca gente se deu conta que desde o final de Fevereiro/2020...
  • Bruno: No boletim de hj, informa que Itapetinga tem dois casos http://www.saude.ba.gov.br/...
  • Leitor: Algum comunicado do governo da Bahia sobre esse assunto?
  • gilmar: Aqui em maiquinique fomos todos demitidos também
  • Anonymous: Muito triste meu Deus
  • Anonymous: Manda à conta pra o governador pagar
  • Dioclecio: Boa
  • Flávio Cavalcanti: Sobre o comentário do Sr JOANN, está completamente compatível com a realidade do herário...
  • FALA SERIO: Fala sério…o prefeito ouviu a maioria da sociedade, principalmente jovens?…. Será que ele...
leitores online


:: 9/out/2010 . 22:16

DEU UM NÓ

Com a indecisão do PMDB de Geddel, que diz estar com Dilma, mas que só pensa em votar em Serra, os democratas de Itapetinga deram um nó nos gabirabas, saindo na frente e anunciando apoio irrestrito ao candidato tucano. Com isto, os peemedebistas ficaram na seguinte condição: se Dilma vencer, quem comemora é o prefeito Zé Carlos, que precisa de uma vitória a qualquer custo. Se o vencedor for Serra, quem comemora são os ‘bacalhaus’, com todo o mérito, pois estão com Serra desde o início. É nisto que dá um partido do porte do PMDB, não ter projeto político próprio.

KÁTIA CONTINUA

Dentre os assessores da deputada Virginia Hagge, somente Kátia Espinheira mostrou competência e disposição para o trabalho. Por esta razão, Kátia passou a ser reconhecida como a liderança mais importante do PMDB em Itapetinga, neste início da era pós-Michel. Tenho um palpite de que ela deverá fazer parte da assessoria parlamentar de Lúcio Vieira Lima, a partir de Janeiro de 2011. Isto, se Lúcio não der um tiro no pé, como sua aliada Virginia Hagge, dando mordomia a um bando de gente antipática, incompetente e sem expressão política.

CARTÃO VERMELHO

Passadas as eleições, chegou a hora do ajuste de contas entre os candidatos derrotados e seus assessores ‘mui competentes’. Da parte dos gabirabas, alguns autênticos ‘tira votos’ já começaram a receber aquela telefonema da patroa, avisando que serão deletados ainda este mês. Para uns, ‘será o fim’, enquanto que para outros, a páscoa promete ser bem magrinha. É de dar dó…

VITÓRIA DA CONQUISTA EMOCIONA E ENTUSIASMA SERRA

SERRA, EM CARREATA PELAS RUAS DE CONQUISTA

 

Entusiasmante a manifestação de apoio da população de Vitória da Conquista a José Serra”. Assim descreveu o presidente estadual do Democratas, Paulo Souto, a receptividade que teve o candidato tucano na visita à cidade do Sudoeste baiano, nesta sexta-feira. Mais votado no município, no primeiro turno da disputa pela Presidência da República, Serra escolheu Vitória da Conquista como a primeira cidade do Nordeste a visitar na campanha do segundo turno. A escolha não poderia ter sido mais feliz. A cidade parou para saudar e manifestar apoio ao tucano. Durante a carreata do aeroporto ao centro da cidade, por onde passava Serra era ovacionado pelos populares. A chegada na Praça Barão do Rio Branco foi apoteótica. Completamente lotado, era uníssono o nome de Serra sendo gritado pelos presentes. A manifestação popular emocionou o candidato.

Datafolha: Dilma larga na frente no segundo turno

DILMA – 48%                                                  SERRA – 41%

 

A primeira pesquisa de intenções de voto realizada durante o segundo turno da campanha presidencial mostra a candidata do PT, Dilma Rousseff, com vantagem de sete pontos porcentuais sobre o seu adversário na disputa, José Serra (PSDB). O mais recente levantamento realizado pelo Datafolha, a ser divulgado amanhã pelo jornal “Folha de S. Paulo”, mostra a petista com 48% das intenções de voto, enquanto o tucano figura com 41%. A última mostra do instituto, divulgada no dia 2, apontava Dilma com 52% e Serra com 40% em um cenário de segundo turno. A pesquisa foi encomendada pela Rede Globo e pela Folha de S. Paulo. O porcentual de votos brancos e nulos somou 4% e o dos eleitores que não sabem ou não responderam em quem vão votar ficou em 7%. A pesquisa Datafolha foi realizada no dia 8 de outubro e ouviu 3.265 eleitores em 201 cidades. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob o protocolo número 35.114/2010. (Estadão)

Depois de Lulinha, agora é Dilminha paz e amor

 

Em meio à turbulência encontrada no país sobre religião e aborto, os candidatos nesta eleição tiveram que responder várias vezes as mesmas perguntas e também trair seus conceitos íntimos do que é “a verdade”. Porém nesse enorme jogo de perguntas e respostas, alguns se atrapalham e acabam se contradizendo, desmentindo propostas e até perdendo eleitores? Dilma Rousseff (PT) acredita que essa insistência nos assuntos seja proposital para confundir os postulantes. Ela falou em entrevista ao A Tarde que “tão importante quanto a liberdade de opinião e de imprensa, é a liberdade de crença e religião” “e que todas as afirmações sobre o aborto são a favor da vida”. O curioso, é que há três anos em entrevista a revista Veja, a ex-ministra disse que deveria haver sim a descriminalização do aborto. “Acho um absurdo que não haja”. Já em 2010, em pleno período eleitoral e também em entrevista ao mesmo veículo, a presidenciável mudou de ideia e diz ser contra. “Não acredito que haja uma mulher que não considere o aborto uma violência”. Por mais confusão que um eleitor possa fazer, ele jamais irá mudar os ideais de cada governante. Ou será que uma equipe bem preparada faz com que um candidato mude de opinião tão rápido sobre o mesmo assunto? O que parece é que a campanha Lulinha Paz e Amor voltou com mais força em 2010, só que agora é Dilminha Paz e Amor, a favor da vida e claro contra o aborto. BN (Maiana Marques)



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia