De fato, Zé Carlos foi um verdadeiro ‘poca urna’, só que nas eleições de 2008. De lá para cá o seu patrimônio eleitoral tem diminuido, na mesma proporção que o seu patromônio pessoal, até chegar à prefeitura. Dos 18 mil e tantos votos que obteve para prefeito, só conseguiu transferir para Rosemberg, pouco mais de 6 mil votos. Isto, com a utilização escandalosa da máquina administrativa e ameaças explícitas aos pobres funcionários, que temiam perder a feira. Ganhou? Não, só conseguiu se livrar de uma derrota humilhante, para a fraquíssima Virginia Hagge, no apagar das luzes. Para mim, deu ’empate técnico’.