As eleições para Presidência da República só serão decididas no segundo turno, entre a candidata petista, Dilma Rousseff, que está com 46,79% dos votos e o candidato tucano José Serra, que tem 32,66% dos votos válidos, com 99,27% das urnas apuradas. Para que a corrida presidencial fosse decidida no primeiro turno, o candidato mais votado teria que obter 50% dos votos mais um. 

Em pronunciamento agora à noite, Dilma Rousseff agradeceu aos eleitores pelo apoio e disse que o segundo turno será uma boa chance para esclarecimentos, reforço do diálogo com o povo brasileiro e detalhamento de propostas de governo.

O fator surpresa desta eleição foi o crescimento da candidata verde, Marina Silva, na reta final do primeiro turno. Esse crescimento chegou a ser indicado pelas pesquisas nas últimas semanas e pode ter sido o principal fator da disputa presidencial ter ido para o segundo turno. Marina tem 19,40% dos votos válidos. Após as suspeitas de tráfico de influência na Casa Civil, envolvendo a ex-ministra Erenice Guerra e seus parentes, as pesquisas indicaram uma migração de votos de Dilma para Marina.