Quem deve sair forte destas eleições é a assessora Kátia Espinheira, que tem sido os braços e as pernas dos ‘gabirabas’, nos últimos tempos. Mesmo tendo perdido peças importantes do seu ativo grupo, por obra e graça da deputada Virgínia, Kátia demonstra que possui a ‘força e dedicação’ que falta à sua patroa. Mas Kátia não deve esperar retribuição política para 2012, porque a sucessão nos meios gabirabas continuará sendo ‘hereditária’.