Parecia ‘arrastão’
O prefeito Zé Carlos juntou toda a sua tralha e foi fazer corpo a corpo no Clodoaldo Costa. Estavam lá os vereadores Romildo, Zé Roberto, Nilton do jogo do bicho, Dedé ‘gente boa’ e Valdeir da ‘carteira de motorista’. A presença de tanta gente ‘ilustre’ acabou espantando o eleitorado, e o que se viu foi gente fechando as portas e as janelas. Prá variar, tomaram uma merecida vaia e sairam de lá ‘pianinho’. êta eleição porrêta!


Até tú, traíra?
O vice Edilson Lima denunciou em seu programa, na rádio Fascinação, que o prefeito deu um aperto nos seus famosos ‘contratados’, para que eles ‘entrem na campanha’ dos seus candidatos. Pelo visto, nem mesmo os apadrinhados do prefeito acreditam em seu projeto político, pois ele livrou a cara de 512 contratados, demitidos por ordem da justiça, e os ‘traíras’ entendem que não lhe devem favor nem obediência. Viva a democracia!


A força de Paulo Souto
A preferência do eleitorado de Itapetinga e região por Paulo Souto não é novidade para ninguém. Ele fez por merecer e um exemplo é a Azaléia, implantada aqui durante o seu governo. Geddel também está vindo com muita força, o que mostra o desencantamento dos Itapetinguenses com o governador Wagner, considerado o inimigo nº 2 da cidade (o nº 1 é o prefeito Zé carlista).


Ranço de ‘bacalhau’
Alguns dos velhos ‘bacalhaus’ que viraram ‘traíra’, foram para a lagoa e ficaram, de longe, assistindo o comício de Paulo Souto, neste sábado. Os que pareciam mais saudosos e desconsolados eram o locutor “cara limpa’ e a vereadora do ‘time’ de Romildo. Como diziam os antigos, “ranço de bacalhau não sai nem com cachaça”. �


Os ‘tira-votos’
Zé Carlos acordou e reconheceu que os seus locutores são os maiores ‘tira-votos’ da história recente de Itapetinga. Tanto reconheceu que já mandou contratar Jota Santos, a preço de ouro, para bater forte nos adversários. Só resta saber como fica a situação do locutor em Macarani, onde vive rasgando elogios à deputada Virginia Hagge, que tem o apoio do prefeito Carlinhos. Aqui ele morde, lá ele ‘assopra’?