A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou nota na noite desta quarta-feira (15) em que pede o afastamento Erenice Guerra do cargo de ministra-chefe da Casa Civil. Reportagem da revista Veja diz que Israel Guerra, filho de Erenice, negociou contratos da MTA com os Correios mediante pagamento de propina. Erenice já tem a sua conduta investigada em um processo preliminar na Comissão de Ética da Presidência da República. Na terça-feira, a Polícia Federal abriu um inquérito para investigar suposto tráfico de influência de Israel. A nota da OAB é assinada pelo presidente da instituição, Ophir Cavalcante. BN