O programa eleitoral no rádio desta segunda-feira (13) refletiu o acirramento apontado nas pesquisas na campanha para o Senado. Os candidatos se viraram com o que podiam: Walter Pinheiro (PT) e Lídice da Mata (PSB), que fazem a propaganda juntos, exploraram o fato de César Borges (PR) ter escolhido sua mulher como suplente. Em uma enquete, eles perguntaram às pessoas nas ruas o que achavam de o republicano ter Tércia como aspirante à vaga e colheram depoimentos que foram do “absurdo” ao “nepotismo”. Já o postulante à reeleição se utilizou da velocidade para listar dezenas de projetos da sua autoria no curto tempo de veiculação. A surpresa mesmo foi José Carlos Aleluia (DEM), que exibiu pedidos de votos de figurões da política: Índio da Costa (DEM), candidato a vice de Serra, o ex-governador de Minas Gerais que também pleiteia o Senado, Aécio Neves, e até Fernando Gabeira (PV), que tenta o governo do Rio de Janeiro, e no programa do democrata pediu voto para ele e o concorrente verde na Bahia Edson Duarte. José Ronaldo (DEM) não deve ter gostado nada nada disso. (Evilásio Jr. BN)