Azevedo diz que redução foi exigência do TCM

ITABUNA: Se a Prefeitura de Itabuna não apresentar argumentos convincentes sobre o corte que deu de até 60% no salário dos servidores municipais, a categoria deve entrar em greve por tempo indeterminado. O sindicato da classe realiza assembleia nesta sexta-feira (10) para decidir as medidas que tomará após o “baque”. Segundo o site Pimenta na Muqueca, o prefeito Capitão Azevedo (DEM) explica que cortou os adicionais e horas extras devido a uma advertência do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que teria alegado que os gastos do Município estariam acima do limite permitido.