asfalto-ruim1
Trecho da BA-263 entre Vitória da Conquista e Itambé. Só buraqueira

REGIÃO SUDOESTE: No dia 04 de agosto do ano passado (2009), noticiamos a visita do governador Jaques Wagner ao município de Vitória da Conquista, para assinar a ordem de serviço que autorizou a recuperação do trecho da BA- 263 (Vitória da Conquista/Itambé), com 52 km  de extensão, que beneficiaria diversos municípios das regiões sudoeste e sul do Estado.
Naquela ocasião, o governador assinou a órdem de serviço, e a obra que iria favorecer o escoamento da produção regional de soja, algodão, pecuária e mineral de diversos municípios , parece não ter ‘vingado’, pois o trecho que seria beneficiado não recebeu qualquer melhoramento, a não ser o ocasional e precário serviço de tapa-buracos, feito com asfalto frio e sem compactação. A rodovia continua esburacada, principalmente nas proximidades da serra do Marçal, trecho mais perigoso da estrada.
Hoje, a justificativa apresentada por fontes do governo é de que a obra faz parte do programa Premar e que pode demorar até 5 anos para ser realizada. Se era assim, para que a pressa do governador em assinar a órdem de serviço com tanta antecedência? A região sudoeste espera que a recuperação da rodovia Conquista/Itambé não tenha caido no esquecimento, como aconteceu com o trecho da mesma rodovia, lingando Itabuna a Ibicaraí.
Davi Ferraz – Editor