maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Acesse o Sudoeste Hoje via Mobile em qualquer lugar!
leitores online


:: ‘Quentinhas’

A FORÇA DE RODRIGO HAGGE

 

Vencedor disparado nestas eleições, o prefeito de Itapetinga, Rodrigo Hagge (MDB), contabilizou as maiores votações para governador, senador, deputados federais e deputados estaduais. Só não ganhou para presidente, o que já era previsto, pois, afinal de contas, Itapetinga também é Nordeste, reduto absoluto de Lula. Mesmo assim, a diferença de Lula para Bolsonaro em Itapetinga foi bem reduzida em relação à média do estado.

OS DERROTADOS

Neste primeiro turno das eleições, a maior derrota ficou para o ex-secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas Boas, que migrou para o MDB de Lúcio por falta de espaço no PT, apoiado pelo “dissidente” Geraldo Trindade, ex-secretário municipal de Educação. Vislumbrando posições no governo petista e o comando do MDB local, Geraldo Trindade apostou todas as suas fichas em Vilas Boas, que acabou derrotado na sua candidatura a deputado federal, pelo fraco MDB de Geddel e Lúcio. É bom lembrar que Vilas Boas, quando secretário de Saúde, barrou a vinda de uma Policlínica e Hospital Materno Infantil para Itapetinga, por mera perseguição política. Já vai tarde…

NETO PRECISA MUDAR O MARQUETEIRO

No futebol, quando o time começa a cair, o primeiro que dança é o técnico. Na política também. Não sei quem é o marqueteiro de ACM Neto, mas tenho pra mim que é preciso arranjar outro, neste segundo turno. Na dianteira em todas as pesquisas, Neto foi perdendo espaço durante a campanha e por pouco não perdeu no primeiro turno. Tem que dar uma mexida nisso aí.

ACM JOGOU NA RETRANCA

Candidato da oposição ao governo do estado, ACM Neto jogou na retranca o tempo todo, como se o governo fosse ele. Passou a maior parte da campanha se defendendo daquela história do “tanto faz” e da sua desastrada auto declaração como ‘pardo’, o que quase lhe custou a eleição. Como diz a rapaziada, “foi mal…”.

VOTOS DE JOÃO ROMA VÃO PRA NETO

Cerca de 9% dos votos para governador da Bahia foram para o candidato João Roma, ex-protegido de ACM Neto e bolsonarista juramentado. Se acertando com Roma ou não, essa votação deve ir para ACM Neto (734.012 votos), por uma simples razão: bolsonarista não vota no PT. Isso pode equilibrar o pleito, já que a diferença entre Jerônimo e Neto foi de exatamente de 9%. Mas esse eleitorado de Roma não vem pra Neto por gravidade. Precisa ser bem trabalhado.

Por Davi Ferraz

QUENTINHAS ATUAIS

JERÔNIMO VIROU ÍNDIO

A estratégia do candidato petista ao governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues, que se auto declarou ‘índio’ no registro da candidatura junto ao TSE, cheira burrice eleitoreira, já que sua irmão de pai e mãe se declarou ‘negra’ ao registrar a candidatura para deputada federal pelo PT. Jogada de marketing não pode ser, já que o peso dos indígenas nas urnas baianas é ínfimo, comparado aos negros, que representam cerca de 80% da população e eleitorado baiano. Foi burrice mesmo.

CANDIDATO A DEPUTADO DO MDB ‘CEPOU’ A POLICLÍNICA

Uma das mais importantes demandas de Itapetinga junto ao governo Rui Costa foi a construção de uma Policlínica no município, para atender toda a região, mas o Secretário Estadual de Saúde da época ‘cepou’ Itapetinga, argumentando “questões populacionais” que em outros municípios não foram levados em conta. Brumado é um exemplo disso. Agora, pelo MDB, o ex-secretário que esnobou de Itapetinga campeia pela cidade pedindo voto para deputado federal, com o apoio da trairagem local. Quero só ver a cara…

COTAÇÃO PARA DEPUTADO FEDERAL E ESTADUAL

Projeções de observadores políticos locais dão conta de que pouca coisa ou quase nada vai mudar no quadro eleitoral, para deputado federal e estadual no município de Itapetinga. Antônio Brito (PSD) continua com larga vantagem para deputado federal, acompanhado por Pedro Tavares (UB) para deputado estadual. Artur Maia (UB) tem forte apoio e deve obter votação expressiva para federal, enquanto Paulo Câmara(PSDB) deve melhorar em muito o seu desempenho na esfera estadual, com o forte apoio do agronegócio. A partir daí vem o famoso “xaréu”…

QUENTINHAS DAS ELEIÇÕES 2022

NEM LULA SALVA JERÔNIMO

Aguardada com ansiedade pelos petistas da Bahia, a pesquisa pós 2 de julho saiu pior que a anterior, aumentando ainda mais a distância entre ACM Neto e Jerônimo, que vem em segundo lugar com João Roma fungando no cangote. Segundo o Instituto Paraná Pesquisas, ACM Neto tem agora 58% das intenções de voto, contra 15,8% do petista Jerônimo e 9,1% do bolsonarista João Roma. A turma de Lula e Rui ainda não entendeu que só quem faz milagre na Bahia é Irmã Dulce.

80 PREFEITOS ESTÃO RETADOS COM RUI

Para tentar segurar a base rebelde e evitar uma debandada, Rui usou a tática de autorizar abras numa porrada de municípios, mas na hora de soltar o dindim, falhou feio. O prazo para liberação de recursos do governo, de acordo com a Lei Eleitoral, expirou no dia 2 de julho e mais de 80 prefeitos ficaram a ver navios, sem ‘um conto de réis’ liberado pelo governo. Estão retados e vão pular para o lado de ACM Neto nas próximas semanas, de acordo com a imprensa da capital. Bem feito…

OBRA DA JÚLIO RODRIGUES NÃO SAI ESTE ANO

O pessoal do governo anunciou a abertura de licitação para recuperação da Avenida Júlio Rodrigues, em Itapetinga, neste mês de julho. Se os recursos não estiverem empenhados com data anterior a 2 de julho, a obra não sai este ano, devido às restrições impostas pela legislação eleitoral que não permite liberação de recursos estatais nos 3 meses anteriores à eleição. Promessa eleitoral que se repete de 4 e 4 anos, para tentar alavancar a campanha do deputado petista conhecido por ‘Coroné de Itororó’, só isso…

Por Davi Ferraz

ESPAÇO RECANTO MARINHO

MORADA DO PARQUE

RODRIGO TÁ FECHADO COM PEDRO TAVARES

Outra especulação sem pé nem cabeça tenta por em dúvida o apoio de Rodrigo Hagge ao deputado Pedro Tavares (DEM), o que não tem cabimento a essa altura do campeonato. Rodrigo tem reiterado o seu apoio ao deputado Pedro Tavares, que tem desempenhado um excelente trabalho em defesa das pautas de Itapetinga na Assembleia Legislativa e junto aos órgãos governamentais, gozando da inteira confiança de Rodrigo e do grupo. Não tem concorrente à altura no município e será reeleito com grande votação. O resto é conversa besta de quem não tem informação segura e só vive de intriga…

RODRIGO FICA E NÃO ABRE

Pela milésima vez, especulam sobre uma improvável candidatura do Rodrigo Hagge a deputado estadual ou federal, interrompendo o seu mandato de prefeito faltando 2 anos e 8 meses do final, que só ocorrerá em 31 de dezembro 2026. Dois fatores são determinantes para que ele continue no cargo de prefeito, sem se arriscar numa aventura que pode não dar certo: 1º – o compromisso assumido com a população durante sua campanha para prefeito: 2º – a falta de articulação para construção de bases eleitorais em outros municípios, capazes de garantir sucesso numa eleição disputadíssima para o legislativo. Rodrigo vai longe, mas pode esperar mais um pouco.

TÁ CEDO PRA SE FALAR EM SUCESSÃO MUNICIPAL

Com exceção do vice-prefeito Renan Pereira, que nunca escondeu o seu desejo de vir a ser prefeito e trabalha pra isso há anos, ninguém do grupo do prefeito Rodrigo Hagge pode imaginar agora, nem no sonho, que será ‘o escolhido’ para sucedê-lo. Primeiro, que não haverá escolha unilateral por parte do prefeito, como imaginam alguns sonhadores. Tem que ter peso político e mostrar capacidade de articulação; segundo, que ainda tem muita água pra rolar até 2024 e surpresas podem acontecer. O resultado da sucessão estadual pode ser determinante, na escolha do ‘ungido’. Já tenho meu palpite, mas como eu já disse, é muito cedo pra arriscar…

DE MÃOS VAZIAS, RUI TRANSFERE RESPONSABILIDADE

Pra variar

O governador Rui Costa (PT) voltou a praticar aquela que tem sido uma das suas principais especialidades: transferir responsabilidade. Nesta semana, ao falar sobre os problemas ocasionados pelas chuvas na Bahia, reclamou do que chamou de “ajuda substantiva” do governo federal. Desde que as chuvas se intensificaram, Rui tem reclamado e chegou a fazer uma queixa pública numa coletiva com a presença de ministros de Bolsonaro em Ilhéus.

A realidade

Enquanto Rui transfere responsabilidade, municípios sofrem com a falta de medidas para minimizar os impactos das chuvas e o sofrimento das pessoas. Itapetinga, Itambé, Macarani, Itororó e Ibicuí computam suas perdas, Rui empurra a responsabilidade para Bolsonaro e João Roma deita e rola.

Irritados
As queixas se espalham pelas cidades atingidas e já contaminam parlamentares da base, que se mostram irritados com a transferência de responsabilidade. Eles dizem que falta um plano emergencial para a recuperação da infraestrutura e, em seguida, outro plano que foque na construção das cidades. “Não dá, nesse momento, para ficar procurando culpados. Ele tem é que botar os secretários para resolver os problemas urgentes”, reclama um parlamentar.

Vale a pena ver de novo

Essa não é a primeira vez que Rui transfere responsabilidade. Aliás, foram muitas. Na segurança pública, principalmente, o governador tem colocado a culpa do crescente aumento dos índices de violência no governo federal. Na educação, ainda este ano, chegou a culpar os prefeitos pelos baixos resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). //Correio



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
error: Cópia não Autorizada - Sudoeste Hoje!