Durante a madrugada desta segunda-feira (5), um grupo que se autodenomina índios da aldeia Alto da Abobreira, das etnias Kamakãns e Imborés,  invadiram uma propriedade rural no município de Itapetinga, pertencente à família do ex-ministro Geddel Vieira Lima, localizada nas proximidades da ponte do Rio Pardo, na região de Palmares.

O grupo de cerca de 30 homens e mulheres assumiu a responsabilidade da invasão e distribui uma nota em que alegam ser “donos da terra por motivos históricos”, solicitando, ainda, a presença da representantes da Funai para negociações. A carta é assinada por uma mulher que se identifica por “Cacica Tanara”.

Em outras invasões à mesma propriedade rural, Fazenda Esmeralda, os proprietários foram reintegrados na posse através de decisão judicial.