Uma operação realizada por policiais de Feira de Santana e pela Coordenadoria Regional de Polícia do Interior de Santo Amaro, prendeu uma servidora pública aposentada do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), nesta quinta-feira (14/02), acusada de ser a mandante da morte do marido, o advogado Júlio Zacarias Ferraz, 43 anos, encontrado morto no dia 5 de fevereiro depois de ter ficado desaparecido mais de 15 dias.

O crime só pôde ser solucionado após a prisão da empregada doméstica do casal. Ela contou que foi obrigada pela suspeita, a contratar dois indivíduos para matarem o advogado. Os assassinos ainda não foram encontrados até o fechamento desta matéria.

Greve dos caminhoneiros:

A mandante já havia viralizado uma cena nas redes sociais, ao afirmar ser juíza e tentar furar fila de um posto de combustíveis em Feira de Santana, para abastecer seu carro, que tinha um adesivo do TJ-BA, durante a greve dos caminhoneiros. Na época, o TJ-BA afirmou que se tratava de uma servidora aposentada em um automóvel particular, que não pertencia à frota de veículos do órgão. Assista: