Após apresentar quadro de náuseas vômito , o presidente Jair Bolsonaro (PSL) teve que usar uma sonda nasogástrica para drenar líquido acumulado no estômago. Bolsonaro foi submetido ao procedimento na tarde deste sábado, quinto dia após a cirurgia para retirada da bolsa de colostomia.

O presidente permanece internado, sem dor ou febre, e com exames normais, segundo informação do último boletim médico divulgado pelo hospital Albert Einstein.

No boletim médico, o hospital informa que Bolsonaro continua com sonda nasogástrica devido ao episódio de náuseas e vômito. Segue também em jejum e com nutrição parenteral exclusiva.