Acesse o Sudoeste Hoje via Mobile em qualquer lugar!
  • aninha: central de relacionamento credcesta 4003-3920 capital 0800 729 0660 demais localidades
  • Fernando: Ratificando o erro:..deu pistas dediquem é o ex secretário, alegando que saiu por causa que não queria...
  • Fernando: Parabéns prefeito , mais atenção para não extrapolar nos próximos .Em quanto aos últimos acontecimentos...
  • Fernando: Eu estou vendo a hora de isso acontecer aqui na câmara de Itapetinga , o que foi a sessão da câmara ontem...
  • Uátila: Concordo plenamente com deputado.
  • Fernando: Estar faltando planejamento, quando chegar esse período de seca minimizar situações como essa , aos...
  • Correto: Deveriam tentar ao menos descobrir os donos desses animais e além de pagar os prejuízos das vítimas, serem...
  • Juarez: Acidentes neste trecho tem acontecido toda semana. Comutran tem feito diversas apreensões porém os animais...
  • Maria de Fátima Oliveira Moreira: Mudei de endereço é gostaria de saber como faço para atualizar, é receber o meu...
  • Anônimo: Esse cara é uma piada…Hoje eu quero e amanhã não quero.Essa medida desnecessária poderia ter sido...
  • DOU TOTAL APOIO: Não sei quem foi a besta (foi Dilma? ou Temer?) que fez o Brasil aderir a essa idiotice de placa da...
  • Davi Ferraz: E o DEM vai ter menos votos que Aleluia ou Sandro Regis? Para mim o DEM marcha de novo com Rodrigo, com...
  • natan: Na minha avaliação, não há nenhum nome com força suficiente para derrotar o prefeito Rodrigo Hagge em 2020. É...
  • Observador: Não fez mais que a sua OBRIGACÃO!!
  • cara de peixe: O perigo na verdade está nos cérebros do tamanho de uma ervilha dos bolsominions.
leitores online


:: 5/jan/2019 . 15:03

RÁDIO COMUNITÁRIA 105,9 DE ITORORÓ TEM OUTORGA CANCELADA PELO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES; FORAM 100 EM TODO PAÍS

De acordo com o MCTIC, essas emissoras cometeram várias infrações da legislação que regulamenta o funcionamento das rádios comunitárias no país.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC publicou no Diário Oficial da União, a extinção de autorização de outorga de mais de 100 Rádios Comunitárias em diversas cidades no Brasil.

Na Bahia foram extintas em 14 cidades, sendo Amargosa; Aracatu; Belo Campo; Brejões; Camaçari (FUNASC); Campo Formoso; Candiba; Itororó; Morro do Chapéu; Riachão das Neves; Sátiro Dias; Simões Filho; Várzea da Roça (A.C.C.B.V.V.) e Vera Cruz.

De acordo com o MCTIC algumas emissoras foram alvo de uma série de denuncias sobre reincidência de infrações na legislação que regulamenta a atividade das rádios comunitárias no pais.

QUEBRADO, ESTADO QUER QUE O GOVERNO FEDERAL CUSTEIE AS POLICLÍNICAS QUE EMBALARAM CAMPANHA DE RUI

Nas inaugurações das primeiras oito policlínicas regionais de saúde, o governador Rui Costa e o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, exaltavam o modelo de financiamento escolhido para elas. São 60% de custeio para os municípios e 40% para o estado.

Assim, não seria necessária a entrada de recursos federais no circuito. Evitaria que o governo do estado passasse o pires para a União e também seria uma mostra de que a gestão de Rui conseguiria, de forma independente, garantir o sucesso de uma das principais iniciativas do primeiro governo.

No entanto, o governo baiano acabou se rendendo à União no quesito policlínicas. Em uma resolução aprovada pela Comissão Intergestores Bipartite da Bahia, formada pela Sesab e pelo Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde da Bahia (Cosems), o estado pediu ao governo federal o valor anual de R$ 61 milhões para custear as policlínicas de Alagoinhas, Feira de Santana, Guanambi, Irecê, Jequié, Santo Antônio de Jesus, Teixeira de Freitas e Valença.

O montante solicitado foi no teto financeiro, ou seja, o valor mais alto, para Média e Alta Complexidade (MAC) do estado. Cabe ao governo federal definir se fará, ou não, o aporte pedido pela Bahia. Vale lembrar que a resolução foi feita em 8 de dezembro, portanto, ainda na gestão do agora ex-presidente Michel Temer. Como a quantia ainda não foi liberada, caberá ao governo de Jair Bolsonaro, ao qual Rui faz oposição, definir se dará a ajuda financeira. A resolução não estabelece como seria feito esse repasse, se por convênio ou uma nova linha de custeio, por exemplo. //Bocão News



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia