O advogado Tiago Cedraz, filho do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Aroldo Cedraz, é um dos alvos da quarta fase da Operação Registro Espúrio, que apura irregularidades na Conta Especial Emprego e Salário (CEES), segundo a Rede Globo. A operação foi deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta terça (18).

De acordo com a emissora de televisão, Tiago foi alvo de mandado de busca e apreensão em seu apartamento e escritório, além de ser ouvido pela Polícia Federal. O sócio Bruno Galiano é alvo de prisão temporária, enquanto o chefe de gabinete do deputado federal Paulinho da Força (SD), Marcelo Cavalcante, é alvo de mandado de busca.

Ao todo, a PF cumpre 15 mandados de busca e apreensão e 9 de prisões temporárias. A Operação Registro Espúrio investiga irregularidades no âmbito do Ministério do Trabalho e Emprego.