Acesse o Sudoeste Hoje via Mobile em qualquer lugar!
  • João Paulo Machado: Excelente profissional,contribuiu muito para a advocacia na nossa região
  • Anonymous: Meus pêsames a todos familiares. Que Deus comete a todos.
  • ROBERT: SR DAVI MEU PROFESSOR As autoidades de transito dessa cidade vao ter que fazer algo naquele trevo ta muito...
  • Luís Carlos Gama: Já foi encontrada em Ilhéus. BA.
  • EVANICE c deus: Muinto bom pra o pova da região
  • revoltada: Tambem quero o email ou um contato de Sergio Moro, pra fazer uma denuncia da Justiça e da Educação na...
  • Não te interessa: Alguem sabe como posso acionar a policia federal e mandar uma mensagem pra Sergio Moro?
  • Fernando: Enquanto tem vereadores que trabalha outros vereadores atrapalha a cidade e a população.As sessões na...
  • Não te interessa: Só queria saber por que e tão dificil regularizar a situação de um imóvel nesta cidade. Será que tá...
  • Irene santos: Estou ansiosa pela chegada das casas Bahia no sul do Oeste Itapetinga éramos de santo Andre são Paulo...
  • Stephanie: Preciso trabalha sou mãe e infelizmente o pai da minha BB faleceu então é so eu é ela
  • nilza Maria Ferraz: não colocou o nome de tio Neuma e tio Nerivaldo e tio Nelson obrigada
  • Anonymous: Lamento,meus sinceros sentimentos pela triste perda. A saudade estará sempre presente!
  • Ione Almeida: Meus sentimentos a toda família.
  • CHURRASCO COM CARNE DE PAPELÃO: Que saudade do tempo dos esquerdistas quando enganavam a gente misturando papelão à...
leitores online


ITORORÓ: POR UMA CÂMARA DE VEREADORES FANTASMA… EU APOIO ESSES VEREADORES!

 

É isto mesmo que você leu. É mole? Esta ironia acima é fruto do que aconteceu na manhã de terça-feira, ou melhor, não aconteceu. A sessão da Câmara de vereadores de Itororó não foi aberta por motivo de seus ilustres funcionários simplesmente não ter comparecido ao seu recinto de trabalho, a casa legislativa. Talvez porque tenha dormido um pouquinho a mais a maioria dos vereadores faltou aos trabalhos. Apesar do recente recesso de três meses, os “bichinhos” ainda não se recuperaram do estresse dessa dura tarefa trabalhista. A humanidade ficou órfã com esta perda e os Itororoenses choram copiosamente pelas ruas a falta dos seus fieis escudeiros.

Consta nos relatos da província e nos anais da história, que nesta data, nada de extraordinário tenha acontecido. Faltaram, porque simplesmente, faltaram. É o “Sobrenatural de Almeida”, fazendo estripulias com o nosso povo e com o nosso dinheiro.

Milton Marinho

 

19 respostas para “ITORORÓ: POR UMA CÂMARA DE VEREADORES FANTASMA… EU APOIO ESSES VEREADORES!”

  • DIAS says:

    Realmente é deploravel o que está acontecendo na Câmara de Vereadores de Itororó. Quando comparecem, não apresentam nada de concreto, digno de nosso voto. e agora deram para simplesmente não irem ao trabalho de umas duas horas por semana. É vergonhoso, imoral e irresponsável. Agora é importante publicar o nome desses caras para que a população saiba quem é que estáganhado nosso dinheiro na moleza, já não basta os ex-secretários do prefeito que continuam mandando em suas ex-secretarias e os outros que mamam nas têtas da prefeitura comandados pelo prefeito aloprado que não sabe nada de administração. Votei no prefeito e em Marli, mas foram grandes decepções na política de Itororó. Infelismente vão ganhar outra vez por incompetencia da oposição que não soube preparar pessoas para substituí-los schando que o mandado é deles e que o Brasil não iria tomar uma posição com esses safados irresponsaveis que dilapidaram o patrimônio Público. Estou falando de Edineu e Marco Brito, pois pelo que vemos o atual prefeito não tem essa indole de roubar.

  • antonio paulo says:

    MILTON…VC NÃO PODE GENERALIZAR POR ESTE ACONTECIMENTO O NÃO COMPARECIMENTO DOS VEREADORES NA CÂMARA DE VEREADORES….COMPARECERAM PARA A SEÇÃO:CUMPADE JOAO, BIDUINHA, SERGIPE,ANDREA E CRISTINA..

  • SARAJE says:

    PARABENS MILTON, POR DENUNCIAR A PIOR CAMARA DE TODOS OS TEMPOS

  • Milton Marinho says:

    Caro Antonio Paulo você está certo. Pensei que estivesse dito que a maioria não tivesse comparecido para os trabalhos. Peço desculpas aos vereadores que compareçeram. Pena que a minoria não poderá punir a maioria que faltou, né? Valeu a observação.

  • acordado says:

    bem pertinente a cobrança feita pelo milton.
    itororo´hj tem a pior camara de todos os tempos
    a oposição faz o trabalho partidario e imresponsavel
    discursos como o vereador o do vereador walter marques
    que levaria umapistola pra camara de vereador,discurso como o do vereador sergipe e biduinha terriveis puxa sacos,cristina de tanto
    fazer o que marcelo andrade pediu que se queimou e teve que ir embora da cidade. vereadores de situaçao como a presidenta marlir
    um vergonha como vereadora contou a transmição da radio itapuy e faz todos os pedido do atual prefeitinho.
    uma palavra que define a camara hj : vergonha,vergonha!!

  • LUCAS says:

    A PREFEITURA TEM GRANDE PARCELAS DE CULPAS OU MELHOR MARCO BRITO E ADROALDO COLOCARAM E COLOCA A MAQUINA A DISPOSIÇÃO DOS VEREADORES
    QUE NAO SE LEMBRA DO DINHEIRO INVESTIDO EM CRISTINA,ANDREA POR MARCO BRITO E AGORA ADROALDO SUSTENTANDO ESSA RUMA CARRAPATOS DE PREFEITURA NETAO,ANDREIA,MARLIR, COMPADE JOAO,RENE E BELINHA ESTAO ACABANDO COM O DINHEIRO DO POVO

  • COCO says:

    isso é dor de cutevelo de marinho

  • CAROL says:

    O GOVERNO DO PREFEITO ADROALDO É CENTRALIZADOR E DITADOR.
    SEMPRE ME DISSERAM SOBRE A POSTURA NEGATIVA DE ADROALDO, NUNCA,NUNCA QUERIA ACREDITAR POIS DEFENDIA DE UNHAS E DENTE QUE ADROALDO FARIA UM GOVERNO PARTICIPATIVO E SEM PANELINHA. ME ENGANEI PROFUNDAMENTE
    E ESTOU MUITO TRISTE COM TANTA DECEPÇÃO E ESCANDALOS DESSE GOVERNO,FALTA DE VERGONHA PARA COM AS FAMILIAS ADROALDO TEM COLOCADO MEDO NAS PESSOAS,NINGUÉM DO SEU GOVERNO TEM A CORAGEM DE DIZER QUE TEM ALGUMA COISA ERRADA, POIS LOGO E SUPREENDIDO COM TANTA ARROGÂNCIA E FALTA DE RESPEITO PARA COM AS PESSOAS. NÃO SE ESQUEÇA ADROALDO TEM 40 POR CENTO DOS ELEITORES QUE NÃO SABEM EM QUE VOTAR INCLUSIVE “EU” MAIS VOU DECIDIR QUANDO TIVER UM CANDIDATO QUE NÃO SEJA VC E DE PREFERENCIA UM CANDIDATO QUE RESPEITE AS PESSOAS COM EXEMPLOS DE FAMILIA E DIGNIDADE. NÃO É O SEU CASO COM SEUS ESCANDALOS PROFANOS QUE ITORORO INTEIRA SABE DISSO.

  • OLHO VIVO says:

    essa camara tem um bocado de gente boa rrsrsrrs esse povo nao tem maldade e nem injustiça kkkk

  • FECHA ESA CABEÇA DE PORCO, PASSA A REGUA E MANDA ESSE LOTE DE PREGUIÇOSOS TRABALHAR says:

    EU GOSTARIA MUITO DE SABER O QUE ESSE LOTE DE GENTE INCOMPETENTE, FAZ NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE ITORORO. A MAIORIA, NO MININO NÃO SABE FAZER UM “O” COM UM COPO. PEDE PRA IR AO BANAHEIRO E DESOCUPA A MOITA Ô COISA TRISTE.

  • FECHA ESSA CABEÇA DE PORCO, PASSA A REGUA E MANDA ESSE LOTE DE PREGUIÇOSOS TRABALHAR says:

    A SOCIEDADE TA DE SACO CHEIO0 DE PAGAR SALARIO “E ALTOS” PARA ESSA CAMBADA NÃO FAZER ZORRA NENHUMA É TANTO QUE O ESCANDALO DO MATADOURO ESTA EI CRIANDO A MAIOR VERGONHA PARA O MUNICIPIO PORQUE VOCES NÃO FIZERAM NADA QUANDO PODIAM. VÃO TRABALHAR BANDO DE MORCEGOS.

  • VEJAM A QUE PONTO NÓS CHEGAMOS. O CONTRAVENTOR ME RECUSO A CHAMA-LO DE EMPRESARIO ESTENDEU SUAS GARRAS ATÉ NO STJ says:

    Ministra do STJ recusa relatoria do processo de libertação de Cachoeira

    Em decisão, Laurita Vaz afirmou que não poderia julgar o pedido de habeas corpus por ser de Goiás, Estado onde o contraventor tem negócios investigados pela Polícia Federal
    11 de abril de 2012 | 12h 05
    Notícia

    A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, recusou nesta quarta-feira, 11, a relatoria do habeas corpus solicitado pela defesa do empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. A ministra se disse em “suspeição” por ser de Goiás, Estado onde há negócios ligados ao contraventor, preso desde fevereiro sob suspeita de comandar uma rede de jogos ilegais com máquinas caça-níqueis no Distrito Federal e em Goiás, Tocantins, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Pará.

    Protógenes nega elo com Carlos Cachoeira ATÉ TU BRUTUS !

    De acordo com o STJ, o posicionamento se deu por motivo de “foro íntimo”, conforme prevê o Código de Processo Penal e Código de Processo Civil. Em sua decisão, disponibilizada na íntegra no site do STJ, a ministra afirma que prefere se afastar por ter tido “algum tipo de contato social ou profissional” com autoridades mencionadas nas investigações da Polícia Federal, durante a Operação Monte Carlo. O inquérito sugere o envolvimento de políticos no esquema, fato que motivou a Câmara e o Senado a anunciarem a intenção de formar uma CPI mista para apurar as denúncias.

    “Como se sabe, sou oriunda do Estado de Goiás, onde exerci cargos direta ou indiretamente relacionados a instituições locais. E considerando que, embora não conheça o ora Paciente, tampouco os fatos pelos quais ele é acusado, mas tendo em conta a denunciada abrangência de sua suposta atuação no Estado, com o pretenso envolvimento de várias autoridades públicas, com as quais, algumas delas, tive algum tipo de contato social ou profissional, ao meu sentir, é prudente declarar minha suspeição, a fim de preservar a incolumidade do processo penal”, escreveu a ministra.

    Com a decisão, o processo será redistribuído. O novo pedido de habeas corpus foi na segunda-feira, 9. A defesa do empresário já tentou outras vezes libertá-lo da prisão, mas até agora não obteve sucesso. Em março, o Tribunal Regional Federal (TRF) rejeitou um pedido de soltura de Cachoeira. O Ministério Público Federal posicionou-se contra o requerimento argumentando que a prisão era necessária para garantir a ordem pública. Cachoeira está no presídio federal de segurança máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

  • rio do meio says:

    Sera que os aloprados do prefeito não foi com medo dos trabalhadores, que irião a camara protesta os seus salarios atrazados, ou porque eles estão sem receberem tambem. valeu milton.

  • rafael says:

    O que e mais admiro em Milton marinho e que ele tem uma coisa que eu nunca vim em outro canditado.
    A compreensão de se corrigir..
    Paulo fez sua observação e Milton se desculparam…
    Duvido que outra pessoa faça isso através do site…
    De atacar um adversário e continuar na frente, esperando que alguém aponte o dedo dizendo que este errado.

  • Da Lua says:

    MILTON MARINHO é e será o maior pesadêlo de Adroaldo antes e depois das eleições, quando perceber que perdeu para “aquele maluco”. Itororó vai reagir, vai com MILTON

  • Negrinho da Beija Flor!!!! says:

    Não vejo diferença nenhuma da Câmara de Itororo pra de Itapetinga, os fantasmas estão a solta, na Câmara de Itapetinga quase que 80% dos assessores são fantasmas, segundo funcionários da Casa tem gabinete que possui Casa de Aranha de tanto tempo que não abre as portas, isso ainda é irrelevante quando comparado com as quantidades de Diárias distribuidas aos nobres assessores, onde quase sempre para o mesmo destino SALVADOR-BAHIA.

  • AH ,QUANDO SERA QUE TEREMOS ESTA NOTICIA POR AQUI ? E VERMOS A QUADRILHA TODA ENVOLVIDA NESTA SAFADEZA NA CADEIA.... says:

    .Começou o julgamento de “mensaleiro” nos EUA

    De GENEBRA, especial para o PORTAL TERRA

    Ontem, começou o julgamento, por júri popular, do “mensaleiro” e político norte-americano John Edwards.

    John Edwards foi candidato a vice-presidência dos EUA em 2004 e concorreu a uma vaga à Presidência nas prévias democratas de 2008.

    Contra John Edwards pesam seis acusações. Todas dizem respeito a violações de leis eleitorais. Por exemplo: (1) Caixa2; (2) fraude na declaração das contas de campanha; (3) aceitação de contribuições proibidas e (4) recebimento de doações acima do teto de 1 milhão de dólares, feitos por doadores privados.
    Com parte desse milhão, que embolsou e não usou na campanha, o ex-candidato John Edwards tentou sem sucesso, em prejuízo da Justiça, alterar o conteúdo de provas processuais de um escândalo amoroso. Por tal fato, responde a outro processo.

    Caso John Edwards, “mensaleiro made in USA”, seja condenado pelos ilícitos criminais decorrentes de ofensas às leis eleitorais, poderá pegar até 30 anos de prisão em regime fechado.

    Atenção: nos EUA, a condenação começa a ser cumprida de pronto, não se aguarda em liberdade o julgamento de apelação, ou seja, apelo não tem efeito suspensivo.

    Referentemente ao “Mensalão” tupiniquim, os cidadãos brasileiros, ansiosos por saber da procedência ou improcedência da acusação formalizada e preocupados com a prescrição geradora de impunidade, aguardam o revisor, ministro Ricardo Lewandowski enviar o processo à presidência do Supremo Tribunal Federal. É do presidente a competência para colocar o processo em pauta de julgamento. Só para lembrar as últimas atuações marcantes do ministro Lewandowski, ele concedeu liminar, no apagar das luzes do Ano Judiciário de 2011, para suspender as apurações correcionais do Conselho Nacional de Justiça no Tribunal de Justiça de São Paulo do qual recebeu, de uma bolada só, créditos. Lewandowski, como todos os ministros do STF, não está sujeito a controle correcional do CNJ nem de qualquer outro órgão. Ontem, Lewandowski foi voto vencido, de insensibilidade Pantagruélica, ao criminalizar aborto em caso de feto anencefálico.

    A respeito do processo John Edwards, ainda são desconhecidas as opiniões de Roberto Jefferson, José Dirceu, João Paulo Cunha, Waldemar Costa Neto, professor Luizinho e outros acusados no chamado Mensalão. Em silêncio, mantém-se o mensaleiro tucano Eduardo Azevedo, que é senador.

    O caso John Edwards nos EUA e o da Liga Norte na Itália, com verba pública de campanha sendo embolsada pela família do senador Umberto Bossi e seus aliados próximos (ontem foi expulsa do partido a vice-presidente do Senado, Rosi Mauro), abre, em vários países, espaço para pressões e discussões por mudanças legislativas no sistema político.

    Em Nova York, apesar do controle severo, Justiça rápida e nenhum risco de se alcançar a impunidade, a sociedade civil iniciou um amplo debate sobre o sistema eleitoral americano, com pressões para alteração no financiamento de partidos políticos e de campanhas.

    À frente do movimento de mudanças está a New York Leadership for Accountable Government.

    Os progressistas pressionam pela MoveOn.org. E dinheiro não falta, pois, pelas mudanças no sistema político batem-se Jonathan Soros, filho do famoso George, e o capitalista David Rockefeller.

    O maior problema norte-americano, segundo os ativistas, decorre da possibilidade de empresas, referentes a temas da campanha, poderem fazer a própria defesa de interesse. Para tanto, basta pagar, o que possibilita tempo ilimitado na televisão e espaços em outras mídias. Em outras palavras, admite-se o lobby.

    Em Nova York, que tem a legislação mais generosa, cada eleitor pode doar até 60.800 dólares ao fundo de campanha de um político que se candidata a cargo no Estado.

    Nas eleições federais, o limite nos EUA é de 2.300 dólares, e cada eleitor pode doar tal importância a candidato ao Legislativo ou à Presidência da República.

    Para as empresas, interessadas em temas de campanha como frisado acima, o céu é o limite.

    Na Itália, Bossi diz não saber de nada sobre desvios bilionários de reembolso eleitoral de despesas de campanha feitos pelo Estado. Ele afirma estar disposto a devolver o embolsado pelos seus filhos, esposa e até com os gastos com a reforma da sua residência.

    Durante 26 anos, Bossi bradou contra a corrupção e vestia panos de Varão de Plutarco, como o senador brasileiro Demóstenes Torres (agora ele alega nulidade na composição da Comissão de Ética que vai conduzir o procedimento de desvio de conduta de sua parte).

    Por outro lado, os três líderes dos maiores partidos políticos (Bersani de esquerda, Casini, de centro e Alfano, delfim de Berlusconi e de centro-direita) querem mudanças apenas no sistema de controle, a incluir a Corte de Contas. Em outras palavras, não querem reduções, cortes de verbas. Estas, despejadas em partidos políticos que, juridicamente, são pessoas jurídicas de direito privado — ente privado a receber fabulosas verbas públicas e, até agora, sem controle por órgão externo e apenas sujeitos, em caso de crime, às investigações pela magistratura do Ministério Público.

    Um dado de alento, que o Brasil poderia seguir, diz respeito à iniciativa ontem apresentada pela da ministra italiana da Justiça, Paola Severino. Ela trabalha em projeto de lei para aumentar o prazo de prescrição criminal e instituir novos tipos penais para corruptos e corruptores.

    Não se deve esquecer que na Europa, como regra, o réu acusado pode renunciar à prescrição para ter uma sentença sobre a procedência ou improcedência da acusação formulada. No Brasil, a prescrição deve ser declarada pelo juiz, ainda que as partes processuais silenciem.

    Pano rápido. Pelo que se nota, “mensaleiro” é uma praga universal. Os mensaleiros são comedores de dinheiro a exemplo de máquinas de caça-níqueis de cassinos, como admitiu um deles após ser apanhado pela célebre Operação Mãos Limpas. A Operação Mãos Limpas acabou de completar 20 anos e reprimiu com sucesso a corrupção na política partidária. No Brasil, como já mencionei em post anterior, o sistema concentrado (foro privilegiado) deixa tudo nas mãos dos procuradores-gerais, que podem virar “engavetadores”.

  • REVOLTADO says:

    Milton, a falta dos vereadores foi planejada pela presidente MARLI, que ao saber que estavam mais de 50 pessoas que trabalharam na construção das casas duvidosas para gritar sõbre os seus pagamentos, a presidenta ligou para sua CATROPIA, pedindo para não vir, para não dar QUORUM e adiar a sessão, porque a coisa ia ficar preta. Pelo que estou vendo não ia ficar preta não, vai. Ou do contrario vão ter que fazer sessões com portas fechadas e com a proteçãO da polícia.

  • Eu says:

    Quero informar a vocês que a falta de pagamento dos pedreiros das casas foi por conta do prefeito Adroaldo,ele faltou com a palavra e não quis fazer os esgotos e o calcamento das ruas,sendo assim a construtora teve que usar o dinheiro dos trabalhadores para fazer os esgotos por isso atrasou tudo e não tem dinheiro para continuar a obra.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia