Região Nordeste tem a menor taxa de HIV do país

Com 7,5 para cada 100 mil habitantes, Bahia aparece em 20º lugar

Um estudo divulgado pelo Ministério da Saúde, nesta segunda-feira (28), apontou a região Nordeste como a de menor incidência do vírus HIV em todo o país para o ano de 2010. Com 12,6 casos para cada 100 mil habitantes, a região esteve abaixo do Centro-Oeste, com 15,7 casos; do Sudeste, com 17.6 casos; do Norte, com 20,6; e, por último, o Sul, que registrou o pior índice (28,8 casos). Lá também se situa 14 dos 15 munípios com mais infectados do Brasil. Para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a incidência nos três estados do sul do país pode estar relacionada a dados históricos de até dez anos atrás. “Essas pessoas diagnosticadas hoje podem ter sido infectadas há oito, dez anos. Eles podem ter se infectado pelo compartilhamento de agulhas, por exemplo, já que o Sul do país era campeão no uso de drogas injetáveis”, sugeriu. Desde que o primeiro brasileiro foi infectado, em 1980, o número de pessoas que contrairam o vírus no país se concentra ainda na região Sudeste, com 56,4% dos casos de um total de 608,2 mil acumulado nos últimos 21 anos. O Nordeste vem em terceiro lugar, com 78,7 mil registros, ou 12,9%. No geral, o ano de 2010 registrou 34,2 mil novos casos de Aids, uma leve melhora em relação ao número de 2009: 35,9 mil.