O DEPUTADO EXIGIU UM POSICIONAMENTO DO GOVERNO DO ESTADO A RESPEITO DO FECHAMENTO DA AGÊNCIA DA COELBA EM ITAPETINGA

Em ato incompreensível, a Coelba, empresa responsável por distribuir energia para a Bahia, fechou a sua única agência que funcionava no município de Itapetinga e atendia mais de 77 mil moradores. Hoje, a cidade conta somente com um pequeno posto de atendimento, no qual atuam apenas dois funcionários e que não presta todos os serviços. Indignado com a situação, o deputado Sandro Régis (DEM) posicionou-se contra o fechamento e solicitou providências imediatas por parte do Governo do Estado.

“É um absurdo um município populoso como Itapetinga ficar sem uma agência da Coelba. Aí, para ‘tapear’, eles colocam um posto de atendimento com somente dois funcionários, que para piorar também está correndo o risco de ser fechado! Ou seja, a Coelba, ao invés de facilitar, está dificultando o acesso direto ao público. Atenção, senhor governador da Bahia! É preciso tomar alguma atitude perante este cenário e, se for o caso, até punir a empresa caso esta situação não seja resolvida com urgência”, salientou o deputado.

Os problemas não param por aí! Atualmente, uma medida estabeleceu a proibição do pagamento de faturas da Coelba em casas lotéricas. Mas o ato ainda pode ser realizado em outros estabelecimentos ou através da rede bancária. A fim de facilitar a vida dos baianos, Sandro apresentou o Projeto de Lei nº 27.736/2018, que veta as agências bancárias do Estado de recusarem o pagamento em espécie, realizado nos caixas para contas cujo convênio permite o pagamento nos caixas eletrônicos. O aludido pagamento se refere também a faturas de concessionárias de serviços públicos, que é o caso da Coelba. //Ascom Sandro Régis (DEM)