A julgar pelas últimas movimentações, o clima pré-eleitoral em Itapetinga começa a esquentar. MDB e DEM saíram da toca e começaram a definir os seus candidatos a deputado federal e estadual. Aleluia, campeão de emendas para o município (R$ 6.448.762,05), é o preferido dos Democratas, mas goza também da simpatia dos ‘saruês’ e deve receber muitos votos do grupo do prefeito Rodrigo. Lúcio Vieira Lima (MDB), segundo colocado na liberação de emendas para Itapetinga (R$ 3.997.500,00), tem a fidelidade de boa parte dos ‘gabirabas’, mas tá difícil de emplacar, devido às ‘circunstâncias’. Aleluia leva vantagem e deve ser o deputado mais votado no município. Na disputa para deputado estadual, Pedro Tavares e Sandro Regis disputam a preferência dos emedebistas e democratas. Pedro tavares leva vantagem, devido ao apoio do prefeito Rodrigo e parcela considerável dos democratas.

OPOSIÇÃO VAI COM ANTÔNIO BRITO E ROSEMBERG

Apesar do grupo do deputado Antônio Brito sustentar que apoia o prefeito Rodrigo Hagge, a sua postura política vai em outro rumo. Nas últimas semanas, Brito tem articulado com opositores de Rodrigo e trouxe para o seu grupo o ex vice-prefeito Alécio Chaves, que ocupa cargo no governo do estado (Direc), por indicação do deputado petista Rosemberg Pinto. Mesmo ocupando cargos na administração municipal, prepostos de Brito jogam contra o prefeito nas conversas de bastidores e nas redes sociais, plantando na mídia, falsas informações e intrigas contra Rodrigo e sua equipe de governo. Brito é o 4º colocado na liberação de emendas para Itapetinga (R$ 977,934,82). Além de Rosemberg, Adolfo Menezes e Ângela Souza também dobram com Antônio Brito.