O município de Itapetinga, ‘capital’ do Médio Sudoeste da Bahia, amanheceu debaixo d’água neste sábado de Natal. O Rio Catolé, que não registrava cheias importantes há décadas, voltou com toda força e causou estragos em vários bairros da cidade.

Nova Itapetinga, Vila Érika, Ponto Certo, Bem Querer, Vila Rosa e entorno da Matinha, onde o rio transbordou e invadiu residências, muitas famílias ficaram desabrigadas na sede do município. Recanto da Colina e Turmalina ficaram seriamente destruídos, com alagamentos e crateras abertas pelas enxurradas.

No distrito de Bandeira do Colônia, que é vizinho da cidade de Itororó, casas foram invadidas pelo Rio Colônia, gerando uma verdadeira situação de calamidade pública. Itororó foi seriamente afetada, com grande parte das ruas centrais totalmente alagadas.

Na zona rural do município, gado foi levado pelas cheias, em fazendas banhadas pelos rios Pardo e Catolé. Em uma fazenda próxima ao aeroporto local, animais ficaram ilhados nas partes que não foram alagadas pelo rio Catolé.

O prefeito Rodrigo Hagge, Defesa Civil e equipes das secretarias municipais entraram em ação na sede e no distrito. onde as pontes que ligam a Itororó tiveram que ser interditadas, inclusive a da BA-263, que dá acesso à região Sul do Estado.

AGUARDEM MAIS FOTOS E INFORMAÇÕES

Por Davi Ferraz (Foto Drone/Gazinho)