O mercado físico de boi gordo registrou preços de estáveis a mais baixos nesta terça-feira, 5, a depender da praça pecuária avaliada. As indústrias frigoríficas seguem tentando, e conseguindo, fechar negócios com preços abaixo das referências médias, principalmente na região com maior predominância de gado no cocho.

Em mais um dia de baixa no boi gordo, a alta dos custos com confinamento pressionam criadores e já tem pecuarista que entrega boiada a R$ 265,00/@.

A dependência do mercado da carne bovina em relação as exportações, trouxe um tema importante: “a gestão de riscos dentro da porteira”. É unanime o pensamento de que China precisa se posicionar para o mercado ter algum rumo. Mas infelizmente, as coisas não estão saindo conforme o esperado e a maioria dos pecuaristas não se preveniram com proteção de preços e a utilização da gestão de risco na fazenda.

Apesar da baixa, o preço da carne para o consumidor continua nas alturas. // Informações Compre Rural