Aos 32 anos o prefeito Rodrigo Hagge Costa, do Movimento Democrático Brasileiro, tem ganhado espaço em Vitória da Conquista. No próximo dia 4 de novembro Hagge estará recebendo o Título de Cidadão Conquistense. A honraria parte do vereador Adnilson Pereira Nascimento, que é conterrâneo do agraciado.

Rodrigo Hagge Costa, já é, sem dúvidas, um importante nome na história política baiana. Nascido em Salvador em 13 de agosto de 89, formou-se advogado, em 2011, pela faculdade Ruy Barbosa. Após se pós-graduar em Direito do Estado pela Universidade Federal da Bahia, montou seu escritório de advocacia em Vitória da Conquista e Itapetinga em janeiro de 2016. Desde então, envolveu-se com o desenvolvimento e processo de crescimento desta terra. Meses depois, licenciou-se para disputar as eleições municipais na vizinha cidade de Itapetinga. Confira  a biografia de Hagge.

Escolhido prefeito aos 26 anos de idade, o jovem conquistou, em 2016, mais de 55% do eleitorado itapetinguense. O trabalho de reestruturação daquele município gerou importantes frutos. O reconhecimento foi afirmado em 2020, com uma reeleição que angariou mais de 70% dos votos válidos. Mais do que trabalhar por Itapetinga, Rodrigo Hagge tem demonstrado liderança e interesse pelo desenvolvimento de toda a região sudoeste. Ele vem buscando alianças, formando parcerias e envolvendo-se com projetos que tenham como objetivo a melhoria do potencial da região. Ciente de que os problemas dos municípios são comuns a todos, apesar das suas peculiaridades, Rodrigo busca sempre no diálogo, maneiras de encontrar soluções que também sejam viáveis e eficazes a todos. Nos últimos anos, ele tem criado importantes ligações com o município de Vitória da Conquista. Além de militar diretamente ao lado de Herzem Gusmão em suas duas eleições, Hagge tem mantido diálogo com lideranças políticas deste município, se unido a grupos representativos para trazer benefícios, também, ao povo conquistense. Sua atuação e presença constantes já deixam importantes marcas na história de Vitória da Conquista, assim como já transformou o futuro de Itapetinga. //Blog do Anderson