Seis meses após o primeiro registro, muitos preferem se concentrar no total de casos de covid-19 no Brasil, desprezando os recuperados e ignorando dados animadores. O número máximo de pessoas infectadas no Brasil, registrado em 8 de agosto, chegou a 818,5 mil, mas esse número foi se reduzindo até os atuais 690,6 mil, uma queda de 15,6%. Além disso, o número de curados superou o número de novos casos.

A média diária, que chegou a ser de 46,2 mil em julho, segue em queda e está em 37,4 mil. Essa queda de 19% mantém a esperança em alta. No caso dos óbitos, a queda em agosto foi de 11%. Eram 1.066 por dia no início do mês, em média, e atualmente a média é de 949.

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil tem 3,7 milhões de casos, 2,9 milhões dos quais curados, mas 117.666 pessoas perderam a vida. O jornalismo de funerária ficará inconsolável: já com 3,3 milhões de casos, a Índia deve superar o Brasil e assumir o 2º lugar. // Diário do Poder