ASSASSINATOS, ARROMBAMENTOS E TIROTEIOS

Após um grupo da Polícia Militar decretar greve por tempo indeterminado, na noite da última terça-feira (8), o caos foi instaurado na capital baiana. Ações de arrombamentos, lojas saqueadas e tiroteio marcaram as ocorrências em alguns bairros.

O comando da Polícia Militar afirmou que a categoria não aderiu à greve e que o movimento tem fins políticos, por parte do autor, o deputado estadual e representante da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), Soldado Prisco.

Apesar do Governo do Estado e da Secretaria de Segurança Pública (SSP) também negarem a greve,  a situação se agravou em Salvador devido ao impasse por parte de um grupo de policiais.

ARRASTÃO

Trinta e uma pessoas foram detidas na noite de terça-feira (8), após tentativa de furto contra duas lojas do bairro de Cosme de Farias, em Salvador.

Segundo a Secretaria de segurança Pública (SSP-BA), equipes da 58ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Cosme de Farias) e das Rondas Especiais (Rondesp) Atlântico faziam ações de rotina no bairro, quando foram acionados pelo Centro Integrado de Comunicações (Cicom), que informou sobre a tentativa de furto.

No final de linha do bairro, os policiais militares encontraram as 31 pessoas tentando furtar produtos de duas lojas. Ainda de acordo com a SSP-BA, eles alegaram ser moradores do bairro, foram cercados e detidos.

Todos foram apresentados na Central de Flagrantes, para a adoção das medidas cabíveis.