mega

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – “Brasília anda com uma sorte danada”, afirma em tom de desconfiança o senador tucano Alvaro Dias (PR). A reação do político se deve a um único motivo – ou melhor, um único ganhador.

Uma aposta no Distrito Federal, em bairro nobre da cidade, acertou as seis dezenas do concurso 1.765 da Mega-Sena, nesta quarta-feira (25), e levou pouco mais de R$ 205,3 milhões. O resultado, entretanto, não entrou de imediato no site da Caixa Econômica Federal, que manteve o aviso de prêmio acumulado.

“Não estou suspeitando de nada precipitadamente. Estou só pedindo explicações, até para que esse sorteio não fique sob suspeição”, disse o político. Assim como agora, o senador já questionou o banco no passado a respeito de outros resultados.

Ele é autor de projeto de lei, de 2007, que aumenta o rigor no pagamento dos prêmios – como exigência de o ganhador comprovar a origem dos recursos usados nas apostas. “Tem que ter mais transparência, sobretudo porque é um assunto bem popular. Mexe com o sonho de muita gente”, argumenta o tucano.

Por meio de nota, a Caixa reconheceu que “exclusivamente na tela inicial das Loterias do site”, houve um “atraso na atualização dos dados, o que manteve a palavra “acumulou” referente ao sorteio anterior.” “No entanto, desde o primeiro momento, as informações sobre o referido concurso foram atualizadas normalmente na página específica da modalidade Mega-Sena e no aplicativo da CAIXA para celular”, diz o texto.

Feira-do-Lar (1)