Divulgação

Se em 2008 ACM Neto teve como estratégia não usar a imagem do falecido avô, para não perder votos, agora a história é outra. O candidato democrata não tem poupado lágrimas quando fala do ex-governador da Bahia. Será esse o motivo do seu primeiro lugar na pesquisa de intenção de voto realizada pelo Ibope? Ou a má fase do PT de Jaques Wagner e de Pelegrino tem contribuído? Serão os efeitos negativos do mensalão? Seja qual for a resposta, o carlismo continua forte na Bahia e o neto de ‘malvadeza’ é quem pode ressuscitá-lo. Aff…