Azaléia: Fechamento de unidades afeta 1,8 mil funcionários

O fechamento de seis unidades do grupo Vulcabrás/Azaléia na região Sudoeste do estado, afetará diretamente 1,8 mil funcionários que trabalhavam na produção de calçados. De acordo com a empresa, eles poderão optar pela transferência para 12 outras unidades que o grupo tem na Bahia. A informação é da reportagem de Donaldson Gomes, da edição deste sábado (17) do jornal A Tarde. De acordo com a matéria, a companhia teve um prejuízo de R$ 153,1 milhões entre janeiro e setembro deste ano, o que justificou o encerramento das atividades em Potiraguá, Itarantim, Maiquinique, Ibicuí, Iguaí e Itati. Outro argumento seria a concorrência com produtos similares importados da Ásia, que chegam ao mercado brasileiro com um preço menor. Já em novembro de 2011, 1,5 mil trabalhadores foram demitidos de unidades do grupo. Será que o Governo não sabia disto? Duvido…