A estratégia de Wagner agora é ‘isolar’ Geddel

O comando da campanha à reeleição de Jaques Wagner (PT) acredita que a participação de Lula no comício que ele promove nesta quinta-feira à noite em Salvador vai definitivamente colocar o peemedebista Geddel Vieira Lima, que divide com o governador a condição de aliado do presidente na Bahia, na situação de “candidato segunda classe” do governismo no Estado.

A estratégia para fortalecer a idéia de que Wagner é o único candidato de Lula na Bahia, deixando Geddel de “escanteio”, como assinala uma fonte ligada ao governador, já havia sido iniciada pelos petistas com o depoimento exclusivo de apoio do presidente à reeleição do governador no primeiro programa do horário eleitoral do candidato, na semana passada.