Souto declarou que Caetano quer instalar ditadura em Camaçari

O candidato ao governo do estado, Paulo Souto (DEM), reclamou de suposto abuso de poder do atual prefeito de Camaçari Luiz Caetano (PT) na tentativa de influenciar a população da cidade em votar nos candidatos do PT. “Mas o povo de Camaçari mostra que não vai se curvar ao despotismo e à ditadura que quer se instalar nesta cidade. Todas as vezes que o poder se excede, ele mesmo constrói os caminhos da sua derrota”, afirmou.

A vice-prefeita de Camaçari, Tereza Giffoni (PSDB), que também acompanhou Souto, reiterou as críticas ao, que ela considerou, “controle da política local pela família do prefeito Luiz Caetano”. “Precisamos derrotar esse governo que não cumpre os compromissos firmados com o nosso povo, que não agüenta mais essa ditadura que se implantou na cidade. O atual prefeito só ajuda e governa para os apadrinhados”, afirmou.