A suspeita de 21 casos de sarampo na Bahia – além da confirmação de um caso no Pará e de um possível surto na Argentina – fez a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) emitir um alerta “para a necessidade urgente da intensificação da vigilância do sarampo nos portos, aeroportos e fronteiras”. Ainda segundo o órgão, o mesmo comunicado foi direcionado às unidades de saúde. A intenção dos cuidados, conforme a coordenadora da Vigilância Epidemiológica das Doenças Exantemáticas da Sesab, a sanitarista Adriana Dourado, é fazer com que as pessoas contaminadas comadoençanãopossamtrazêla para o Estado. “Estamos tentando evitar que casos sejam confirmados na Bahia”. (A Tarde)

Dados da Sesab revelam que, de janeiro deste ano até o início de agosto, 62 casos de sarampo foram notificados naBahia. Deste total,informa Adriana, 41 suspeitas foram descartadas e 21 estão sob investigação dos órgãos de vigilância epidemiológica.