Para tucanos, Dilma perdeu-se em números; para petistas, Serra não defendeu governo FHC

Enquanto, de um lado, os tucanos celebravam o que consideraram ser inconsistências e imprecisões nas respostas de Dilma Rousseff (PT), os petistas, do outro, se entreolhavam e, antes de qualquer indagação de jornalistas, precipitavam-se: “Ela está indo muito bem”. Dilma, segundo o comando tucano, não conseguiu obter dividendos com indicadores sociais e econômicos favoráveis do governo Lula. Perdeu-se em números e usou, excessivamente, o pronome nós, sem explicar que o plural se aplicava à sua participação no governo Lula. Num dos intervalos, o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci brincou com os jornalistas e disse que perguntaria por que a petista, até o terceiro bloco, não tinha citado o nome Lula. Se havia uma preocupação dos petistas com a possibilidade de Dilma citar sem comedimento o nome de Lula, o efeito parece ter sido o contrário. Citou de menos.Leia mais no Estadão