VITÓRIA DA CONQUISTA: Cento e vinte e dois anos após o fim da escravidão no Brasil, o Grupo de Fiscalização Rural da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Bahia libertou 17 trabalhadores que se encontravam em condições análogas à de escravidão no município de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado. Durante a inspeção, foram constatados precariedade dos alojamentos e das instalações sanitárias, falta de água potável, contratação e transporte irregular, informalidade, jornada excessiva, servidão por dívida e exploração do trabalho infantil. Entre 1995 e maio deste ano, 963 ações fiscais do MTE, em 2.584 estabelecimentos, em todo o país, resultaram no resgate de 37.205 trabalhadores e no pagamento de mais de 54 milhões de indenização. Informações da Tribuna da Bahia.