Joaquim Roriz renunciou ao mandato de senador em 2007

O desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal vetaram, por quatro votos a dois, o registro de candidatura de Joaquim Roriz (PSC) a governador do Distrito Federal (DF). Os votos dos magistrados que negaram o registro ao ex-governador foram dados com base na Lei da Ficha Limpa, que veta a candidatura de políticos condenados em decisão colegiada da Justiça ou que renunciaram ao mandato para não responderem a processo de cassação. Roriz, líder nas pesquisas de intenção de voto, era postulante ao Palácio do Buriti pela coligação Esperança Renovada, e enfrentava três pedidos de impugnações na corte. O político poderá recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). BN