Prefeito diz que a culpa das demissões não é dele

ITAPETINGA: Em matéria de amadorismo administrativo e político, o prefeito de Itapetinga acaba de bater todos os records. Atordoado com os desdobramentos das 512 demissões de ‘amigos’ e ‘correligionários’ que foi obrigado a fazer, por determinação da justiça, Zé Carlos resolveu retirar das suas costas a responsabilidade das demissões, jogando toda a culpa nos seus principais adversários políticos.

A decisão de tentar mudar o foco, atribuindo culpa aos adversários, foi tomada em uma conturbada reunião realizada nesta segunda-feira pela manhã, na mansão do próprio prefeito, onde estiveram presentes todos os seus secretários, vereadores, assessores, simpatizantes, etc.

Para não repetir aquela velha história que ninguém mais aguenta, em todos os seus problemas foram “herdados” do ex-prefeito Michel Hagge, a estratégia agora é dividir a culpa com todos os principais adversários, incluindo aí a atuante vereadora Naara Duarte e o vereador Gilson de Jesus, candidato a deputado estadual pelo PCdoB, que nada têm a ver com o ocorrido.

Trata-se, evidentemente, de uma tentativa desesperada de ‘dar a volta por cima’, depois de uma derrapada política e administrativa sem precedentes na história de Itapetinga. Isto para ver se capitaliza em favor dos seus candidatos, que ainda não ’emplacaram’ junto ao eleitorado, perdendo terreno para PMDB e também para o deputado Sandro Regis, apoiado pela vereadora Naara Duarte.

A ‘estratégia’, digna de político principiante, não deve prosperar, pois o que passa na cabeça dos 512 demitidos, neste momento, é saber quem vai pagar as suas contas, principalmente aqueles que já não têm mais idade para enfrentar as duras jornadas de trabalho da Azaléia, principal opção de emprego da cidade. Para eles, o culpado é o prefeito fraco e omisso, que não soube segurar os empregos dos contratados, como já ocorreu em administrações passadas, apesar de inúmeras denúncias a ações movidas pelo Ministério Público.

Quanto aos votos de toda essa gente e seus familiares, prefeito, espere para ver.

Davi Ferraz