A possibilidade de o eleitor constatar se o seu candidato é ou não ficha-suja já existirá nas eleições deste ano, através de sites como o da Transparência Brasil e da Articulação Brasileira de Combate à Corrupção e à Impunidade (Abracci). Os dois portais auxiliarão o cidadão no momento de decidir se o seu candidato merece ou não seu apoio e voto. A Lei da Ficha Limpa foi sancionada no dia 4 de junho e até este fim de semana já registrou 338 pedidos de impugnação pela Procuradoria Regional Eleitoral em vários Estados. Segundo o site Congresso em Foco, cerca de 1/3 dos 513 deputados e 81 senadores tem problemas com a Justiça e, nestes sites, o eleitor encontrará links para denúncias a órgãos como Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e a Controladoria-Geral da União (CGU). BN