Serra e Dilma,testa a testa

Era de se esperar que o DataFolha, o instituto considerado de maior credibilidade do País  nas pesquisas eleitorais, segundo os próprios políticos, divergisse do Vox Populi que ontem divulgou uma pesquisa em que colocava Dilma Rousseff com oito pontos à frente de Jose Serra. Integrante do grupo jornalístico “Folha de S.Paulo”, portanto não realiza pesquisas sob encomenda, o Data mantém o empate entre os dois principais concorrentes na terceira semana oficial de campanha.

Anota o jornal, em matéria assinada por Fernando Rodrigues: “José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) seguem empatados na corrida presidencial. O tucano está com 37% contra 36% de Dilma, mostra o Datafolha. (observem que, ao contrário do Vox Populi, Serra aparece com um ponto à frente). A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 23, com 10.905 entrevistas em todo o país. A margem de erro é de dois pontos, para mais ou para menos.

Na última pesquisa, de 30 de junho e 1º de julho, Serra havia registrado 39%, contra 37% de Dilma. Ambos oscilaram negativamente, mas dentro da margem de erro. Marina Silva (PV) tinha 9% e agora foi a 10%. Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) pontuou pela primeira vez nesta eleição, marcando 1%. A opção brancos/nulos/nenhum somam 4%.” Há algo estranho nesses desencontros de resultados, como, aliás, tem acontecido, com os institutos de pesquisas. Eles não batem e contribuem, assim, para desinformar e embaraçar a compreensão dos eleitores.