O governo das Ilhas Canárias, na Espanha, divulgou nesta sexta-feira (24) que o nível de emergência com o vulcão Cumbre Vieja subiu. O plano de emergência agora é nível 2, ao invés de 1, seguindo em luz vermelha.

Na descrição dos riscos, o governo afirma que houve intensificação no fenômeno explosivo e aumento de instabilidade na região do vulcão. Com isso, os materiais emitidos podem alcançar uma distância maior.

É possível que cinzas e material quente chegue além da zona estabelecida como zona de exclusão, que foi evacuada. Moradores podem sentir também vibrações e detonações vindas do vulcão.

Com isso, estão como zonas como a evacuar Tajuya e Tacande de Abajo, Tacande de Arriba, que já havia sido parte evacuada anteriormente.

Apesar dos riscos, o vulcão atraiu turistas para a região. Segundo reportagem do El País, alguns turistas pagaram até 500 euros (cerca de R$ 3,1 mil) para viajar até a área e ver a erupção o mais perto possível. A possibilidade de tsunami, como foi anunciada, é baixa.