Durante coletiva virtual realizada na manhã de hoje, o secretário de Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, afirmou que os estudantes que não retornarem às aulas terão o benefício do Bolsa Presença cortado.

Mais cedo, em entrevista à TV Bahia, o governador Rui Costa já havia dito que os professores que não voltarem ao trabalho no dia 26 terão salários cortados.

O anúncio de volta às aulas foi feito ontem, durante o Papo Correria. O secretário Jerônimo Rodrigues afirmou que estudantes, professores e profissionais da categoria só poderão se ausentar das escolas caso apresentem atestado médico comprovando a comorbidade.

“As atividades estão sendo retomadas. Caso haja alguma exceção, será tratada na condição de exceção. O direito do Bolsa Presença, se não está frequentando agora no remoto, nós já suspendemos esse pagamento. Então, no hibrido [semipresencial] nós continuaremos fazendo o padrão combinado dentro de uma lei que foi aprovada na assembleia”, disse Rodrigues

O sindicato que representa os professores no estado já se manifestou, afirmando que a categoria não vai voltar às salas de aula neste mês, porque não há vacinação completa contra a Covid-19.